Três motivos para ‘Trama Fantasma’ levar o Oscar (e um para não levar) – GQ

11

“É sobre roupas? É sobre como Reynolds Woodcock (protagonista vivido por Daniel Day Lewis) é um sociopata narcisista e ele é um artista, então cada garota se apaixona por ele porque ele se sente mal com ela e essa história de amor? Eu não vi tudo, então eu não sei. Eu já passei por isso, eu sei como é, não preciso assistir a esse filme”, disse Jennifer Lawrence em entrevista sobre Trama Fantasma.

O que podemos dizer? Sem entrar nos spoilers, podemos dizer que a história é exatamente o oposto do que a atriz americana imaginou. Sim, é um filme sobre roupas. Sim, é sobre um artista perturbado. A partir daí, as coisas ficam mais complicadas. Se o medo de Lawrence era a forma como as mulheres seriam retratadas, pode ficar tranquila: Vicky Krieps e Lesley Manville dão show e nunca estão no papel de vítima.

Trama Fantasma, assim como qualquer outro filme de Paul Thomas Anderson, merece ser visto e revisto, com muita atenção a cada cena. Explorando as muitas virtudes do filme, apontamos abaixo alguns motivos para exaltá-lo e pedir a sua vitória no Oscar e um outro para rejeitá-lo na hora de fazer as apostas. Compartilhe o texto e faça-o chegar na caixa postal de Jennifer Lawrence.

Para ganhar

Daniel Day-Lewis em Trama Fantasma  (Foto: reprodução)

Homenagem à moda

Como revista de moda, não podemos deixar de destacar o cuidado do protagonista com tecidos, agulhas e as musas que adentram os seus vestidos. O personagem interpretado por Daniel Day-Lewis é um estilista exigente que dedicou toda a sua vida a fazer com que as mulheres se aprentassem impecáveis nos eventos londrinos mais importantes da década de 50. Uma grande homenagem ao ato de coser.

Despedida de Daniel Day-Lewis

Daniel Day-Lewis está prestes a se aposentar do cinema. Antes de que as lágrimas rolem em seu rosto, ainda há tempo de ver a atuação impecável de um dos maiores gênios vivos da atuação. Com momentos que vão do puro egoísmo ao amor dedicado pela amada, o ator nos apresenta um personagem fascinante que nunca se revela ao público por inteiro.

Cena de Trama Fantasma (Foto: reprodução)

Trilha de Jonny Greenwood

O guitarrista do Radiohead preparou uma trilha sonora irresistível para Trilha Fantasma. Com closes frequentes e ritmo lento, o longa tinha tudo para ser maçante – as músicas densas e urgentes, no entanto, garantem a atenção e a intriga dos nossos pensamentos. Se você é fã da banda britânica, pode se preparar: a trilha sonora do longa se tornará um dos seus discos favoritos da década.

Para perder

Pouco apelo com o público

Antes da cerimônia do Oscar, Trama Fantasma tem recebido um público médio nas salas. Fugindo dos temas mais polêmicos da atualidade, Paul Thomas Anderson não atraiu, também, a atenção da imprensa para a trama. Os jurados dos festivais que antecedem o Oscar também não demonstraram muito entusiasmo com o longa. Caso vença a estatueta principal da cerimônia, será uma mais refinadas surpresas. Como o filme.
 

Fonte Oficial: GQ.

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Sixth Sense.

Comentários