Exposição à luz de gadgets afeta o sono das crianças, diz estudo – GQ

9

Já falamos por aqui como eletrônicos, quando usados de modo incorreto, podem afetar nossos filhos. E um estudo publicado no Physiological Reports trouxe mais um alerta aos pais. Segundo a pesquisa, expor as crianças às luzes brilhantes de telas muito perto da hora de dormir pode alterar seus hábitos de sono.

Os pesquisadores chegaram a esta conclusão depois de medir os níveis de melatonina, o hormônio que regula o sono, em um grupo de 10 crianças de três aos cinco anos. Inicialmente, as crianças foram colocadas em um horário de sono regular por cinco noites, com pesquisadores monitorando sua saliva várias vezes ao dia para verificar seus níveis de melatonina. Então, no sexto dia, as casas das crianças foram transformadas em áreas “de pouca luz”, com todas as janelas cobertas por plásticos pretos, além do uso de lâmpadas de baixa potência no lugar das comuns.

Além de passarem a noite em um ambiente “de pouca luz”, os pesquisadores colocaram elas nessas mesmas condições durante todo dia seguinte. Exceto uma hora antes de dormir, quando as crianças foram expostas à luz brilhante enquanto jogavam em uma mesa, para reproduzir os efeitos do uso de um smartphones ou tablets.

Após o experimento, os cientistas mediram os níveis de melatonina dos pequenos uma última vez e descobriram que seus níveis do hormônio caíram dramaticamente depois de serem expostos às luzes. De acordo com o estudo, até cinquenta minutos depois da luz ter desaparecido, a maioria das crianças ainda não voltava aos 50% dos níveis de melatonina do dia anterior.

Afinal, se as luzes de gadgets são maléficas à qualidade do sono dos adultos, como muitos estudos já sugeriram, imagina como afeta o sono dos pequenos?

“A lente é muito mais clara para crianças em idade pré-escolar”, disse ao New York Times Lameese D. Akacem, instrutor da Universidade do Colorado e líder do estudo. “As pupilas são maiores, o que permite que mais luz atinja a retina”.

Fonte Oficial: GQ.

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Sixth Sense.

Comentários