5 mentiras que mexeram com o mundo da moda – GQ

13

O dia internacional da mentira é uma data controversa que, com o auxílio da internet, toma dimensões ainda maiores através das mídias sociais. Na moda, não poderia ser diferente. Veículos e marcas aproveitam a ocasião para anunciar produtos e colaborações que (as vezes infelizmente) nunca existirão de fato. 

+ Os malefícios da mentira diária e como mudar esse comportamento

+ As 10 maiores mentiras já contadas sobre o vinho

Listamos 5 pegadinhas que, de uma forma ou de outra, mexeram com o mundo da moda e repercutiram além do esperado.

Colaboração Zuckerberg x H&M

 

Em 2016, a pegadinha que mais repercutiu no mundo da moda foi a colaboração entre Mark Zuckerberg e a rede de fast-fashion H&M. A coleção cápsula foi divulgada como uma alternativa para quem não queria se preocupar com o que vestir. A pegadinha teve até um site oficial, muito bem feito, que continua no ar até os dias de hoje.

Givenchy x MTA

Essa foi, possivelmente, a pegadinha que causou maior desejo entre os entusiastas da marca.  (Foto: divulgação)

 

 

Há 6 anos, a notícia de que Riccardo Tisci, na época o nome a frente da Givenchy, desenharia novos uniformes para um funcionários do MTA fez barulho no mundo da moda. A parceria nunca se concretizou, o que fez com que muitos fãs da marca lamentassem.

Kanye West Pen Drive Yeezy

Segure as emoções e não corte seus Yeezys, não tem nenhum pendrive no solado.  (Foto: divulgação)

 

Veículos que são autoridade em cultura sneaker divulgaram hoje a informação de que uma suposta surpresa estaria escondida dentro do solado de 50 pares do Yeezy Boost 700 Geode.
Não corte seu Yeezy, você não vai encontrar um pen-drive com o novo álbum de Kanye West, Yandhi, escondido dentro dele. A mais recente das pegadinhas talvez seja a mais maldosa de toda essa lista.

Diesel Renzo Rosso

O fundador fez sua própria pegadinha e despertou o interesse de investidores e fãs.  (Foto: divulgação)

 

Renzo Rosso, o fundador da Diesel, aproveitou o primeiro de abril para colocar toda a sua empresa a venda no eBay. Fãs da marca de jeanswear e investidores acreditaram que a mesma estava falindo e fizeram diversas ofertas para salvá-la.

Donald Trump Billionaire Boys Club

Billionaire Mens Club foi o rebrand feito por Donald Trump.  (Foto: divulgação)

 

 

Antes de ser eleito o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump supostamente comprou a Billionaire Boyz Club, marca de streetwear de Pharrell Williams. A identidade da marca foi repensada, um discurso falso foi criado e Trump apresentou ao mundo a Billionaire Mens Club, apensas para vencedores. Nas vésperas da eleição, a notícia causou grande alvoroço.

Fonte oficial: GQ

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Sixth Sense.

Comentários