96 filmes e séries de terror para ver na Netflix – GQ

5

Não há nada melhor para um fim de noite do que botar um filme de terror na TV. Em casal, família ou principalmente sozinho, tudo que você precisa é apagar a luz e ver algo para ficar tenso e assustado e depois soltar aquele ‘UFA’ quando sobem os créditos. É relaxante, é bom para esquecer dos problemas da vida, é sentir-se vivo vendo um monte de gente morta na tela.

Por isso pegamos o catálogo da Netflix e vimos tudo o que há de terror, suspense e afins para quem gosta de curtir esse momento. Como são muitas opções de filmes e séries, nada mais válido do que uma ajuda: abaixo, a redação se juntou para nomear os sete indispensáveis dessa lista, um para cada vida do gato preto. Prepare seu melhor grito de medo.

+ Marco Pigossi conta sobre ‘mergulho no escuro’ em trabalho na Netflix
+ 58% dos casais que assistem a séries juntos ‘traem’ os companheiros, diz estudo

Ash Vs Evil Dead

Ash Vs Evil Dead (Foto: Reprodução)

A série é uma continuação bem-humorada de Evil Dead (Uma Noite Alucinante: A Morte do Demônio), clássico do terror gore (bem nojento) lançado em 1981 sobre um grupo de amigos em uma cabana sombria no meio de uma floresta. A história se passa uns 30 anos depois do filme e tira sarro de todos os seus exageros – por isso é bem mais divertida do que assustadora.

Castlevania

Castlevania (Foto: Reprodução)

Lançado na Netflix em 2017 em poucos episódios, a série escrita por Warren Ellis e baseada na série de games homônima, surpreendeu com um enredo simples mas competente, e animação que, aqui e ali, lembram os traços de Ayame Kojima que ilustraram alguns dos melhores momentos da franquia. A segunda temporada foi lançada este mês e é boa pedida para quem curte horror, animação e  uma boa história de vampiros.

Coraline

Coraline (Foto: Reprodução)

Não exitem histórias criada por Neil Gaiman que não sejam maravilhosas, e a de Coraline é uma dessas. O livro virou uma animação em stop motion dirigida por Henry Selick e lançada em 2009. Resultado: a aventura sombria da garota que estava de saco cheio dos pais e encontra uma solução fácil em uma porta mágica vira algo ainda mais assustador.

Drácula de Bram Stoker

Drácula de Bram Stoker (Foto: Reprodução)

Uma das histórias de terror mais clássicas, dirigida por Francis Ford Coppola e com Gary Oldman, Winona Ryder, Anthony Hopkins e Keanu Reeves no elenco já seriam motivos suficientes para valer o play no filme de 1992. Some a isso aquele clima bem de literatura do século 19, em que romance e drama se misturam a cada linha. Mais gostoso que beber sangue.

O Mundo Sombrio de Sabrina

Sabrina (Foto: Reprodução)

Se você está acostumado com a imagem fofinha de Sabrina (a aprendiz de feiticeira), com aquela música de abertura que gruda na cabeça e a voz inigualável do Salem: esqueça! O remake da série chegou na Netflix pra arrepiar os pelos do braço.

Os 10 episódios são regidos pelo clássico dilema da bruxa escolher entre o lado das trevas ou da luz ao completar 16 anos. O tom macabro permeia durante toda essa primeira temporada e se você está achando que vai terminar ele em um piscar de olhos, está certíssimo. Apesar dos capítulos terem mais de 1 hora de duração, a série é viciante e dá pra maratonar.

The Walking Dead

The Walking Dead (Foto: Reprodução)

A série em quadrinhos publicada mensalmente há 15 anos virou, em 2010, uma das séries de TV mais populares da atualidade. A história é simples – basicamente, o que acontece com as pessoas que sobrevivem a um apocalipse zumbi depois de toda a tragédia – e, por isso mesmo, impressiona ao explorar dramas humanos reais em meio ao cenário mais caótico possível. Ok, a série já viveu seus melhores dias e hoje em dia parece que nós somos os zumbis em frente à TV, mas as primeiras temporadas valem muito a pena.

Veronica

Veronica (Foto: Reprodução)

Paco Plaza, diretor espanhol famoso pela franquia [REC], conta a história real de uma garota possúida depois de brincar na escola com um tabuleiro Ouija – pelo menos segundo a polícia espanhola, que registrou o caso como “paranormal” em seus arquivos. Lançado em 2017, o filme mostra como é possível fazer um terror convincente e assustador sem um grande investimento em efeitos especiais – o que é sempre válido exaltar.

Aqui a listona (divirta-se):

1922
Desventuras em Série
All Hallows’ Eve
American Poltergeist 1 e 2
Annihilation (Aniquilação)
Apóstolo
Bates Motel
Bone Tomahawk
Byzantium
Calibre
Cargo
Brinquedo Assassino 2 e 3
Cloverfield
Crazyhead
Creep 1 e 2
Creeped Out
Death Note
Emelie
From Dusk Till Dawn
Ghoul
Gerald’s Game
Ghost Wars
Glitch
Goosebumps
Sala Verde (Green Room)
Eu Vi (Haunted)
He Never Died
Hellions
Hocus Pocus
Holidays
Hostel
House at the End of the Street
Hush
O Último Capítulo
Insidious
It Comes at Night
It Follows
Let Me In
Little Evil
Monster House
Office
P
Paranormal Activity 2
Psycho
R.L. Stine’s Monsterville: Cabinet of Souls
Raw
Requiem
Resident Evil
Santa Clarita Diet
Saw 1 e 3
Scary Movie 1, 2 e 3
Scream
Shadowhunters: The Mortal Instruments
Slasher
Stranger Things
Superstition
Tales of Halloween
Teen Wolf
The Addams Family
The Amityville Horror
The Babysitter
The Cabin in the woods
The Curious Creations of Christine McConnell
The Haunting of Hill House
The Host
The Invitation
The Mist
The Night Comes For Us
The Others
The Possession
The Similars
The Skeleton Key
The Thing
The Vampire Diaries
The Witch
Train to Busan
Tremors
Under the Shadow
Van Helsing
Village of the Damned
What we do in the Shadows
When we first met
World War Z

Fonte oficial: GQ

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Sixth Sense.

Comentários