A diva Jane Birkin rouba a cena em desfile da Gucci que homenageou a noite parisiense – Moda – Glamurama

13

Jane Birkin e Alessandro Michele no fim do desfile || Créditos: Reprodução Instagram

Às 19h30, horário local de Paris, os fashionistas se reuniram nessa segunda-feira no Théâtre Le Palace, em Montmartre, para assistir ao desfile primavera/verão 19 da Gucci. O teatro, que foi uma boate nas décadas de 1970 e 1980, onde moda, música e cultura underground se cruzam, teve total coerência com a estética kitsch e brecholenta do desfile, marca registrada de Alessandro Michele.

O universo geek-vintage de Michele segue firme, nesta edição com pitadas de figurinos usados pelas dançarinas de cabaré e algo do universo western, tudo junto e misturado. Muitas franjas metalizadas em paletós, vestidos e saias, assim como o xadrez Príncipe de Gales, que servia de contraponto de styling em toda a coleção. As peças eram na maioria genderless – por conta da produção que incluía perucas e óculos gigantes, em muitos casos era quase impossível determinar se quem passava pela passarela era um cara ou uma garota. Mickey, estampas de morangos e a uma homenagem à cantora country Dolly Parton pontuaram a passarela. Tudo com boas doses de estranheza que é proposta recorrente do estilista da Gucci. Um dos pontos altos foi a apresentação de Jane Birkin que, lá pelas tantas, levantou-se no meio da plateia e soltou a voz. Mas quem roubou a cena na entrada do evento foram as estrelas do K-Pop: o rapper Kai e a banda Exo, boys coreanos da Gucci.

O desfile dessa segunda-feira é a terceira e última parte de uma homenagem à França, que começou com a coleção Gucci Dans Les Rues, no outono-inverno 18, seguida pela Cruise 19, batizada Promenade Des Alyscamps, apresentada em maio na comuna de Arles.

Abaixo, o momento em que Jane Birkin cantou e um preview do que vai dominar em breve as listas de desejos de muitas glamurettes.