‘A Vida Invisível de Eurídice Gusmão’ traz vitória para o Brasil em Cannes – GQ

11

Nós havíamos avisado: o cinema brasileiro ia forte para o Festival de Cannes. A projeção se confirmou nesta sexta-feira (24) com o Grand Prix de A Vida Invisível de Eurídice Gusmão, do cearense Karim Aïnouz, na mostra ‘Un Certain Regard’, uma das competições paralelas à Palma de Ouro mais importantes do circuito.

+ A première de ‘Once Upon a Time in Hollywood’ parou Cannes
+ “A câmera é uma mulher que olho nos olhos”, diz Alain Delon
+ “Antes de conhecer o Brasil, já o sabia de cor”, diz Pedro Almodóvar em Cannes

A obra foi produzida por Rodrigo Teixeira, de Me Chame Pelo Seu Nome, e conta com ninguém menos que Fernanda Montenegro, rainha da dramaturgia brasileira, na pele da personagem que dá nome ao nome. Carol Duarte e Gregório Duvivier também estão no elenco do filme,   uma adaptação do livro homônimo de Martha Batalha, publicado em 2016.

Cena de 'A Vida Invisível de Eurídice Gusmão' (Foto: reprodução)

A história tem início nos anos 50, quando duas irmãs, separadas pelo pai português no Rio de Janeiro, sofrem a falta uma da outra. ““O filme, antes de qualquer coisa, é um grito contra o patriarcado”, disse o diretor Karim Ainouz à imprensa. Em sua conta no Instagram, Rodrigo Teixeira se disse emocionado com o prêmio.

“17 anos de parceria. Caminhada longa, um trabalho duro. A Vida Invisível de Eurídice Gusmão ganhou o prêmio Grand Prix na mostra ‘Un Certain Regard’ em Cannes, um dos mais importantes prêmios do cinema mundial. Viva o cinema brasileiro. Viva as mulheres brasileiras”, disse na legenda da foto na qual aparece abraçado com Karim Aïnouz.

Rodrigo Teixeira e Karim Aïnouz em abraço emocionado no Instagram (Foto: reprodução/instagram)

A emoção tem toda razão de existir. Trata-se do prêmio mais importante do cinema brasileiro em Cannes desde a Palma de Ouro de O Pagador de Promessas, em 1962. Será que Bacurau, de Kleber Mendonça Filho, repetirá o feito do clássico de Anselmo Duarte na Palma de Ouro neste sábado (25)? Estamos na torcida.

Fonte oficial: GQ

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Sixth Sense.

Comentários