‘A Vida Invisível’ representa o cinema brasileiro no Oscar – GQ

13

Cena de 'A Vida Invisível de Eurídice Gusmão' (Foto: reprodução)

A Vida Invisível, de Karim Aïnouz, é o filme indicado pelo Brasil para concorrer ao Oscar 2020. Vencedor da mostra paralela Un Certain Regard em Cannes, a obra levou a melhor contra Bacurau e agora tenta uma das cinco vagas disponíveis na disputa pela estatueta de Melhor Filme Internacional.

+ Do’s & Don’ts: Rodrigo Teixeira explica como ter sucesso no cinema dos EUA
+ Rodrigo Teixeira, o produtor de cinema brasileiro que faz sucesso em Hollywood
+ ‘Divino Amor’ mostra um Brasil fanático e nem tão distópico assim

Com Fernanda Montenegro e produção de Rodrigo Teixeira, a obra superou outros 11 concorrentes nacionais. Membros da Academia Brasileira de Cinema, presidida pela cineasta Anna Muylaert, participaram da votação, realizada na Cinemateca Brasileira, em São Paulo, nesta terça-feira (27).

O grande concorrente do filme era Bacurau, impactante filme de Kleber Mendonça Filho e Juliano Dornelles. No fim, A Vida Invisível venceu a disputa com 5 votos, apenas um a mais que o longa dos pernambucanos – que também fez bonito em Cannes, sagrando-se vencedor do tradicional prêmio do júri.


Elenco de A Vida Invisível de Eurídice Gusmão em Cannes (Foto: Getty Images)

Inspirada no livro A Vida Invisível de Eurídice Gusmão, de Martha Batalha, o filme de Karim conta a história de duas irmãs cariocas afetadas pelo machismo nos anos 1950. A jovem atriz Carol Duarte, de 27 anos, divide o papel de protagonista com Fernanda Montenegro. Julia Stockler interpreta Guida, irmã mais velha de Eudídice.

A próxima edição do Oscar ocorre somente 9 de fevereiro. Em dezembro deste ano, a Academia deve anunciar quais são os 10 filmes semifinalistas para o prêmio de Melhor Filme Internacional. A lista definitiva, com os cinco finalistas, por sua vez, só será anunciada ao público em 13 de janeiro de 2020.

Gostou da nossa matéria? Clique aqui para assinar a nossa newsletter e receba mais conteúdos.

Fonte oficial: GQ

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Sixth Sense.

Comentários