Adidas vai pagar o mesmo para homens e mulheres que ganharem a Copa do Mundo – GQ

10

A adidas anunciou no final de semana que pretende fazer valer a luta por igualdade salarial entre homens e mulheres no futebol – “Equal pay for equal play”. A gigante do sportswear declarou que os bônus pagos às jogadoras patrocinadas pela marca que conquistarem a Copa do Mundo Feminina, que começa em junho, serão equivalentes aos valores dados aos homens na Copa de 2018. 

“Acreditamos em inspirar e capacitar a próxima geração de atletas, criadoras e líderes do sexo feminino por meio da quebra de barreiras”, disse Eric Liedtke, membro do conselho executivo da Adidas, em comunicado publicado no Twitter da marca.

+ Futebol injusto: por que homens ganham mais fazendo o mesmo que as mulheres?
+ adidas Originals celebra a diversidade em nova coleção

Uniformes Adidas na Copa do Mundo Feminina (Foto: Divulgação)

O anúncio foi divulgado logo após as notícias de que todas as 28 jogadoras da Seleção Feminina dos EUA estão processando a Federação de Futebol do país por discriminação de gênero: elas ganham bem menos, apesar de seu desempenho ser superior ao da equipe masculina (foram três vezes campeãs do mundo e quatro vezes medalha de ouro nas Olimpíadas). As estrelas Alex Morgan, Carli Lloyd e Megan Rapinoe lideram o grupo.

+ Ofertas Amazon: Loja Esportes – roupas, calçados, mochilas e mais

Já da FIFA, a seleção que conquistar a Copa do Mundo Feminina receberá um prêmio de US$ 4 milhões – US$ 2 milhões a mais em relação ao de 2015, mas US$ 34 milhões a menos do que o que a França recebeu ao vencer o Mundial disputado na Rússia. Cada francês ficou com cerca de US$ 1.65 milhão, enquanto cada campeã ficará com US$ 174 mil, fora o bônus das patrocinadas da adidas.

Uniformes Adidas na Copa do Mundo Feminina (Foto: Divulgação)

Fonte oficial: GQ

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Sixth Sense.

Comentários