Aluf: A moda sustentável da Aluf, participante do SPFW – CLAUDIA

10

A marca nasceu de um questionamento do fazer moda e está em sua terceira edição do Fashion Week

Roupas com matéria prima 100% nacional e sustentável fazem parte da história da Aluf. A marca, criada por Ana Luisa Fernandes, está em sua terceira edição do SPFW e vem desafiando sempre o processo criativo. 

Não perca o que está bombando nas redes sociais

A marca foi totalmente imaginada e projetada no Trabalho de Conclusão de Curso da Ana Luisa. Após toda a pesquisa, a Aluf nasceu e se tornou um canal de ligação entre a arteterapia e a sustentabilidade. 

“Eu falo que a marca sempre foi muito independente. Ela tinha todo o processo criativo e todos os objetos vestíveis e eu ia compartilhando tudo no meu Instagram pessoal, que chamava Aluf, que é a abreviação do meu nome. Então o nome do meu Instagram virou o nome da marca quando eu percebi que aquilo tinha crescido e que eu precisava de uma estrutura”, explica Ana Luisa. 

 (Zé Takahashi / Ag. Fotosite/Reprodução)

Neste ano, a marca celebra sua terceira edição como participante do SPFW. Tudo começou no ano passado, durante o Projeto Estufa, e disso seguiram-se três desfiles. “Toda edição é como se fosse a primeira, acho que a ficha ainda não caiu de que estamos participando de um SPFW com apenas um ano e meio de marca”, conta a estilista. 

Em todas as coleções da marca, Ana Luísa não trabalha com tendências. Durante o processo criativo, ela se questiona em relação ao que está tentando dizer e extrair do inconsciente para transformar em algo racional e físico na coleção. “Acredito que através desse processo eu consigo me comunicar com os questionamentos que não são só meus, mas de várias pessoas ao mesmo tempo”, conta. 

 (Zé Takahashi / Ag. Fotosite/Reprodução)

Para a edição deste ano do SPFW, a marca continuou a desafiar o processo criativo. “Eu analisei algumas imagens e percebi que todas elas falavam de um universo paralelo, mais lúdico e divertido”, conta a estilista. 

Então, para esta coleção, a marca trouxe elementos muito diferenciados para ela mesma. Dentre eles estão as cores vibrantes e o xadrez, algo nunca imaginado por Ana Luisa para compor a marca. “Estamos tentando desafiar em diversos pontos, trazendo sempre o nosso volume e nossa silhueta diferenciada”, finaliza a idealizadora da marca.

 (Zé Takahashi / Ag. Fotosite/Reprodução)

Leia também: Alerta tendência: acid jeans

A moda ativista de Isaac Silva, estreante da SPFW

PODCAST – Por que não sinto vontade de transar?

Fonte oficial: CLAUDIA

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Sixth Sense.

Comentários