Amizade entre Timothée Chalamet e o estilista Haider Ackermann destaca novo momento da moda masculina – GQ

11

Depois daquele red carpet: O ator Timothée Chalamet roubou a cena no Festival de Veneza 2019 na estreia de The King (Netflix) (Foto: Getty Images)

Timothée Chalamet esteve no Festival de Veneza divulgando a cinebiografia de Henrique V, O Rei, mas o ator-sensação também protagoniza um novo capítulo de uma bela história de amizade e moda do nosso tempo: o encontro entre ele e o estilista colombiano-francês Haider Ackermann e uma possível revolução para o guarda-roupa.

+ No Festival de Veneza vimos os melhores cabelos da estação
+ ‘Coringa’ ganha o Leão de Ouro no Festival de Veneza
+ Vencedor do Festival de Veneza, Ricardo Laganaro quer que o Brasil seja líder em realidade virtual
+ “Quando comecei, não se falava em diversidade”, diz Almodóvar em Veneza

No red carpet italiano, o ator vestiu um terno de seda, cetim e algodão na cor cinza-claro com um cinto duplo e a bainha das calças enroladas para mostrar um justo par de botas pretas de caubói (vale lembrar que mangas enroladas – como ele mostrou desta vez nas calças – são a assinatura pessoal do estilista).

Ackermann e Chalamet estão trabalhando juntos desde a campanha de lançamento de Me Chame pelo Seu Nome (longa de Luca Guadagnino) quando Ackermann foi preciso ao criar looks de vanguarda para a casa italiana Berluti – é dele o smoking branco que Chalamet usou no Oscar 2018 (quando foi indicado como melhor ator). O designer deixou a label no ano passado. “É igual quando você termina, mas continua amando a pessoa com quem esteve”, disse ele à GQ após sua saída, quando começou a unir as coleções masculina e feminina de sua própria marca.

O look cinza de Chalamet é uma representação perfeita dessa atitude e uma entrada no emergente movimento da moda masculina sexy em que a fluidez de gênero se apoia mais na suavidade e sensualidade da moda feminina do que na alfaiataria andrógina da moda masculina. Em declarações à GQ no verão passado, Ackermann, que também veste regularmente a hipnótica Tilda Swinton, chamou Chalamet de “meu irmãozinho” e acrescentou: “nós construímos essa história juntos. É uma amizade linda”. O estilista acompanhou o astro no festival de cinema italiano, provavelmente oferecendo dicas de estilo pessoal do seu próprio arsenal e andando com “o amado Brother Timo” de táxi aquático pra lá e pra cá pelos canais de Veneza. Finalmente vemos a primeira grande relação entre estilista e muso na moda masculina.

Acompanha tudo de GQ? Agora você pode ler as edições e matérias exclusivas no Globo Mais,o app com conteúdo para todos os momentos do seu dia. Baixe agora!

Gostou da nossa matéria? Clique aqui para assinar a nossa newsletter e receba mais conteúdos.

Fonte oficial: GQ

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Sixth Sense.

Comentários