Anderson Di Rizzi: “A meditação me ajudou muito com a ansiedade” – GQ

12

Anderson Di Rizzi (Foto: Foto: Sergio Baia / Make: Dennya Carvalho / Styling: Lili Garcia e Gerson Passos Jr.)

Quem vê Anderson Di Rizzi dando um show de atuação na televisão nem imagina que o verdadeiro sonho do ator era ser jogador de futebol. Há muitos anos, ele passou pelo Guarani e Ponte Preta, mas o lado artístico foi despertado dentro dele quando começou a fazer algumas campanhas publicitárias e figuração para novelas. Atualmente no ar em A Dona Do Pedaço, em que atua ao lado de Monica Iozzi e Juliana Paes, a preocupação vai além das técnicas de câmera. “Eu procuro manter uma alimentação saudável, me preocupo em ter um corpo saudável”, contou em conversa exclusiva com a GQ Brasil.

+ Paolla Oliveira está pronta para viver uma blogueirinha na TV
+ Juliana Paes: “A novela é um serviço público quando promove uma reflexão na sociedade”
+ “Meu pai sempre mostrou que a gente pode estar onde quiser”, diz Rocco Pitanga

Corpo são, mente sã. Anderson Di Rizzi segue o ditado a risca. O ator incorporou a meditação em sua rotina e lembra que, aos 20 e poucos ano, sentiu a pressão da ansiedade e não sabia como lidar com ela. “Eu medito há, mais ou menos, 6 anos. Duas vezes ao dia e, quando está corrido, 1 vez ao dia por pelo menos 10 minutos, pela manhã ou à noite”, revelou.

Pai pela segunda vez aos 40 anos, Di Rizzi hoje tem, além de sua esposa Taise Galante, os pequenos Helena, de quase 2 anos, e Matteo, de 2 meses, ao seu lado. A paternidade girou o mundo do ator em 360º. “Penso que não estou mais sozinho, tenho dois pequenos em casa que precisam de mim”, disse à GQ Brasil. Com uma menina e um menino no colo, o casal tem como missão mostrá-los a importância da igualdade de gênero. “Helena brinca com todo tipo de brinquedo. Ela tem carrinho, homem aranha e o Batman. Matteo ainda é muito bebezinho, mas se ele quiser brincar de boneca ou ter uma, ele vai ter”, confessou.

Leia o bate-papo completo com Anderson Di Rizzi abaixo:

GQ Brasil: O seu personagem em A Dona Do Pedaço gerou um buzz na internet após as cenas de cueca. Como foi para você realizá-la?

Anderson Di Rizzi: Eu encaro com naturalidade porque esse tipo de cena acaba fazendo parte da minha profissão de ator e, quando faz sentido, é um trabalho bacana, como no caso da novela. Me sinto confortável para fazer esse tipo de cena pois todos os envolvidos no projeto são muito profissionais e colaboram para que tudo flua normalmente.

GQ Brasil: Há um tempo, em Amor à Vida, você cuidou 100% do seu corpo. Parou com o glúten, lactose e trigo. Ainda segue essa linha?

Anderson Di Rizzi: Eu procuro manter uma alimentação saudável, me preocupo em ter um corpo saudável e, claro, quando meu trabalho exige um físico mais definido, como no caso do longa O Segundo Homem, que estava gravando antes da novela, eu intensifico os exercícios.

Anderson Di Rizzi (Foto: Foto: Sergio Baia / Make: Dennya Carvalho / Styling: Lili Garcia e Gerson Passos Jr.)

GQ Brasil: E como você cuida da sua mente?

Anderson Di Rizzi: Eu medito há, mais ou menos, 6 anos. Duas vezes ao dia e, quando está corrido, 1 vez ao dia por pelo menos 10 minutos, pela manhã ou à noite. A meditação me ajudou muito com a ansiedade. Eu percebo isso porque, com 20 e poucos anos, a minha ansiedade me angustiava bastante e não entendia como lidar com ela. A meditação me ajudou a controla-la pois, quando medito, me conecto mais comigo mesmo, com o meu interior.

Além disso, a alimentação, o cuidado com o meu corpo e as minhas orações. Eu tenho meu cantinho da oração em todo lugar que vou, aqui no Rio, em casa e em São Paulo. Pratico esse momento com a família. Inclusive agora, com o pequeno Matteo e com Helena desde que nasceu. Isso me ajuda a resgatar momentos únicos com a família, me traz de volta às minhas raízes e minha essência, e me faz ter uma mente saudável e mais equilibrada.

GQ Brasil: O que mudou na sua vida quando você se tornou pai?

Anderson Di Rizzi: Acho que a paternidade me trouxe um olhar diferente pra vida. Hoje eu acabo pensando primeiro nos meus filhos, até nas coisas do dia a dia, penso que não estou mais sozinho, tem dois pequenos em casa que precisam de mim. Então, preciso estar bem por eles. É um amor diferente. Eu sempre digo que a única pessoa que você daria a vida seria por um filho. Esse amor acaba se refletindo em tudo.

Anderson Di Rizzi e sua filha Helena (Foto: Reprodução/ Instagram @paulocruzphotographer)

GQ Brasil: Com uma filha menina e um menino, você busca ensina-los sobre a igualdade de gênero?

Anderson Di Rizzi: Prezamos muito por oferecer uma educação que seja pautada no respeito em casa e com as pessoas. Ensinamos a dar bom dia, a tratar bem os animais, a natureza. Em casa, por exemplo, Helena brinca com todo tipo de brinquedo, ela tem carrinho, homem aranha e o Batman. Matteo ainda é muito bebezinho, mas se ele quiser brincar de boneca ou ter uma, ele vai ter. Se mais pra frente ele quiser usar batom, eu vou explicar que é coisa de adulto e que, talvez, não seja o momento ainda. Mas vou dizer que, quando ele for maior, ele pode escolher se quiser usar ou não batom, seja na vida ou num trabalho de escola, de teatro. Nós, como pais, não podemos impor as coisas do tipo: “isso é coisa de menina ou de menino”. Acho que precisamos respeitar as escolhas e ajudá-los em suas indecisões e medos.

Precisamos ensinar sobre a igualdade e os direitos de cada um. Esses dias teve a parada LBTQIA+ e comentei com a minha esposa que, quando eles tiverem maior, acho importante levá-los para conhecer e entender a importância desse movimento, do quão é importante termos respeito e que somos todos iguais. É isso que desejo passar para os meus filhos.

GQ Brasil: Você acredita no feminismo? Prega isso para sua filha? E pregará com seu filho?

Anderson Di Rizzi: Eu quero passar isso pra Helena, quero que ela respeite as pessoas, que não julgue as diferenças e e que ela entenda como tudo funciona, que ela possa exigir ser tratada com respeito. E quero passar isso para o Matteo também, que ele trate as mulheres com respeito. Queremos dar este exemplo na prática pra eles para que nossos filhos possam continuar essa luta por direitos iguais, por mais respeito e empatia ao próximo.

Anderson Di Rizzi (Foto: Foto: Sergio Baia / Make: Dennya Carvalho / Styling: Lili Garcia e Gerson Passos Jr.)

Gostou da nossa matéria? Clique aqui para assinar a nossa newsletter e receba mais conteúdos.

Fonte oficial: GQ

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Sixth Sense.

Comentários