‘Animais Fantásticos 3’ se passará no Rio de Janeiro na década de 30 – GQ

10

Animais Fantásticos: Os Crimes de Grindelwald (Foto: Reprodução)

Depois de ter passado por Nova Iorque e Paris, o terceiro filme da série originada de Harry Potter, Animais Fantásticos, ganha o Rio de Janeiro da década de 30 como cenário da trama. A informação foi confirmada pelo site nesta segunda-feira (4) Wizarding World, fonte oficial das novidades do mundo bruxo. A própria J.K. Rowling já tinha soltado a dica pelo Twitter no ano passado.

+ “Para fazer cinema você vai dedicar sua vida”, diz Marcos Jorge
+ Lista GQ: 5 momentos que Andrew Garfield manda bem no cinema

Steve Kloves, que ajudou a adaptar os livros originais de Harry Potter para as telonas, trabalhará com a autora no projeto. O co-roteirista entra depois que “Animais Fantásticos: Os Crimes de Grindelwald”, cuja estreia foi em novembro do ano passado, não teve tanto sucesso, comparado às bilheterias de Harry Potter.

Enquanto o primeiro filme da série “Animais Fantásticos” arrecadou mais de US$814 milhões em 2016 e o último filme da saga do bruxo, “Harry Potter e as Relíquias da Morte: Parte 2” US$1,3 bilhão em 2011, “Os Crimes de Grindelwald” ficou nos US$653,8 milhões.

O elenco central da franquia volta para o terceiro lançamento, com Eddie Redmayne como “Newt Scamander”, Jude Law como “Albus Dumbledore” e Johnny Depp como “Gellert Grindelwald”. Além disso, Jessica Williams, que teve uma breve participação no segundo filme da sequência, terá um papel maior no lançamento.


Jude Law (Foto: Reprodução)

O filme começa a ser gravado no primeiro semestre do ano que vem e tem o lançamento marcado para 12 de novembro de 2021. Já estamos ansiosos e você?

Acompanha tudo de GQ? Agora você pode ler as edições e matérias exclusivas no Globo Mais,o app com conteúdo para todos os momentos do seu dia. Baixe agora!

Gostou da nossa matéria? Clique aqui para assinar a nossa newsletter e receba mais conteúdos.

Fonte oficial: GQ

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Sixth Sense.

Comentários