Bar revelação de Porto Alegre chega a São Paulo – GQ

9

Há quase 10 anos, Alberto Galbeno fez um curso básico para produzir cerveja de panela, em casa, e gostou. Um dia chamou o filho Thiago, que retornava de um intercâmbio, para participar do processo. O então adolescente gostou tanto da experiência que acabou virando mestre cervejeiro na Brewlab, em Sunderland, na Inglaterra, e responsável pelas receitas da cervejaria cigana (sem fábrica própria).

+ 10 cervejas nacionais para você provar no IPA day

+ O que diz se um estilo de cerveja é ‘original’ ou não

+ Conheça esses cosméticos feitos ‘com cerveja’

Junto com seu pai e o sócio Lucas Sperotto, eles fundaram a Perro Libre e começaram oferecendo três rótulos: Viva la Revolución (hop pilsen), Hoppin Hood (american pale ale) e Dog Save the Queen (india pale ale). Além dos nomes bem-humorados, elas também têm um cuidado extra com o design, como devem ser as cervejas artesanais de hoje em dia.

Desde o fim de julho, eles trouxeram suas criações para o bairro de Pinheiros, em um projeto que segue o formato da matriz gaúcha, inaugurada em 2017, tida como o bar revelação de Porto Alegre. O conceito proposto pela marca é de liberdade e transparência. O espaço conta com 15 torneiras de chope e uma forma inovadora de consumir: o cliente recebe um cartão para ser carregado com a quantia que quiser e utilizado nos leitores das torneiras de chope, equipados por um painel com informações específicas da cerveja (nome, estilo, teor alcoólico e preço por 100 ml — que varia de R$ 3,90 a R$ 8,90). Basta encostar o cartão e começar a tirar o chope. A tela informa o volume e custo do que está sendo consumido.

O espaço conta com 15 torneiras de chope e uma forma inovadora de consumir (Foto: divulgação)

Basicamente, é possível degustar diferentes tipos de cerveja até descobrir qual agrada mais, e então encher o copo ou seguir experimentando um pouco de todas. A Perro Libre também é o primeiro bar na cidade com quatro zonas de temperatura na câmara fria, que mantém cada tipo de cerveja na temperatura ideal para o seu consumo.

O menu com inspiração Latino Americana criado pela chef Monica Galbeno é um capítulo à parte e completa a experiência. Entre um gole e outro, dá para experimentar petiscos de acento andino como o Ceviche de peixe (R$ 36), a Saltena (empada assada típica da Bolívia – R$ 14) e o Sanduíche de Chola (feito com pernil de porco assado por 14h na cerveja, cebola, aji rojo boliviano, temperos andinos e tomates frescos, no pão levain. Acompanha mix de raízes – R$28). A cozinha utiliza ingredientes artesanais, frescos, sempre priorizando produtos orgânicos e de pequenos produtores.

Há ainda carta de drinques com sugestões como Mula Andina, Mojito Sour e Pisco Sour Sorachi. A água filtrada é à vontade. Todos os pratos, talheres e canudos são de materiais recicláveis, reforçando o consumo consciente e responsável.

SERVIÇO
Perro Libre Pinheiros
Rua Cunha Gago, 83
Tel: (11) 3562 8070 / (11) 9 2006 1422
Horários de funcionamento:
Terça à quinta: das 17h à 0h
Sexta-feira: das 17h à 1h
Sábado: das 12h à 1h
Domingo: das 15h às 21h

Fonte oficial: GQ

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Sixth Sense.

Comentários