Bilionário americano acusado de crimes sexuais há anos é preso. Aos fatos! – Notas – Glamurama

7

Jeffrey Epstein || Créditos: Reprodução

Um dos homens mais ricos do mundo começa a semana tendo que lidar com a possibilidade de passar uma longa e por muito tempo evitada temporada atrás das grades. Trata-se de Jeffrey E. Epstein, que fez fortuna em Wall Street e há anos é acusado de cometer crimes sexuais contra menores de idade. Na última vez que passou por aperto semelhante, há mais de dez anos, ele acabou se livrando dos tribunais assim que fez um acordo com o Departamento de Justiça dos Estados Unidos que na época foi até bastante criticado.

Mas seu caso foi reaberto recentemente, e como consequência a prisão dele foi decretada no último sábado. Detido em um aeroporto de New Jersey momento depois de desembarcar de seu jatinho particular, vindo de Paris, Epstein foi levado por agentes do FBI diretamente para uma penitenciária federal de lá. Segundo a mídia americana, há algo entre 30 e 60 vítimas que o acusam de abuso sexual já devidamente identificadas pelas autoridades americanas.

Muitas resolveram revelar suas histórias inspiradas pelo desenrolar do #MeToo no último ano, e na maioria dos casos os supostos crimes – que vão desde pedofilia a tráfico humano envolvendo crianças – datam de anos e até mesmo décadas atrás. Muito bem conectado em vários setores, Epstein já foi bff de Bill Clinton e Donald Trump e também manteve por muito tempo boas relações com o príncipe Andrew, filho da rainha Elizabeth II. Todos, evidentemente, não quero mais vê-lo nem pintado de ouro. (Por Anderson Antunes)

Fonte oficial: Glamurama

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Sixth Sense.

Comentários