Birkenstock prova que ser vegano é também sinônimo de estilo – GQ

24

As sandálias da marca alemã Birkenstock são famosas por se adequarem perfeitamente ao clima tropical brasileiro. Já até mostramos quatro passos para usá-las sem erro. E além de muito estilo a marca seguiu o exemplo da Reebok e passou a agrega consciência ambiental sobre o seu impacto na natureza.

Pela primeira vez no Brasil, os modelos queridinhos do público – Arizona (de duas tiras largas), Madrid (de tira única afivelada) e Mayari (de tiras cruzadas) – são apresentados em versões 100% livres de qualquer material de origem animal, provando que ser vegano vai muito além da alimentação.

Arizona (Foto: Divulgação)

A ideologia vegana incorpora o uso intencional de produtos sintéticos e naturais para criar uma linha inteiramente independente de derivados animais, sem perder elementos essenciais como o conforto e o estilo que se espera. Oferecidos inicialmente em quatro cores – vinho, verde, cinza e off-white –, os modelos são feitos de couro ecológico, microfibra, cortiça e solado em EVA. Esse comportamento faz parte de uma tendência global da marca que, inclusive, recebeu o prêmio “Empresa de Calçados Mais Vegan-Friendly de 2017″ da Peta2 – segmento mais jovem da PETA.

“Estamos muito contentes por receber este prêmio, pois ele vem das pessoas para as quais nossos produtos são feitos: os nossos clientes”, disse o CEO da Birkenstock, Oliver Reichert. “Especialmente entre os clientes mais jovens, há uma porcentagem crescente que escolhe o estilo de vida vegana. Oferecemos muitos produtos veganos para este público. O reconhecimento do Peta2 Libby Award nos motiva a continuar nesse caminho”, finaliza.

+ 2 em 1: o costume sai do escritório e brilha em situações casuais
+ Receita: salpicão vegano é um prato saudável e nada óbvio

Fonte oficial: GQ

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Sixth Sense.

Comentários