Bolsas de mão – Homens nunca tiveram tantas opções – GQ

14

A nova fixação dos homens por acessórios ressuscitou as pochetes diretamente da década de 80 e trouxe as crossbody bags como uma das maiores tendências de 2018. Agora, as bolsas de pescoço dividem o título de bola da vez com as bolsas de mão, que apareceram em alguns dos principais desfiles da última temporada em diversos tamanhos e estilos.

Tradicionais casas de moda como Louis Vuitton e Balenciaga dividiram espaço com revelações como a Alyx, cada uma com sua própria estética, entre bolsas de couro texturizadas, pequenas em formato de caixa ou simulando sacolas de compra em uma onda de consumismo.

+ O grunge está de volta com ares contemporâneos
+A volta (e a história) do tie dye

Thom Browne, Hermès e Kenzo   (Foto: divulgação)

O que não faltam são opções, tem para todos os gostos, estilos e bolsos. Das sacolas semelhantes a ecobags, com preços acessíveis e material relativamente resistente, até as icônicas (e caras) bolsas da Goyard. A praticidade de abandonar as masculinas mochilas e substituí-las pelas bolsas que, para alguns, eram um tabu até pouco tempo atrás, acabou sendo mais atraente. Seja para o dia a dia do escritório ou para uma ocasião de lazer, basta escolher a bolsa certa e seu look ganhará um novo ar.

Ronaldo Fraga, Osklen e À La Garçonne (Foto: divulgação)

No Brasil, Ronaldo Fraga, À La Garçonne, Cotton Project e Osklen – as duas últimas com bolsa de pescador – foram as marcas que investiram nas bolsas de mão em suas coleções. No próximo SPFW, espere ver mais alguns designers apostando na tendência que tem tudo para dar certo no mercado nacional.

Fonte oficial: GQ

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Sixth Sense.

Comentários