Bradley Cooper sobre Lady Gaga em “Nasce uma Estrela”: “Não existe filme sem ela” – GQ

8

Nove anos separam o ator Bradley Cooper que ficou famoso em Se Beber, Não Case daquele que chegou ao Festival de Veneza para lançar Nasce Uma Estrela, sua estreia como diretor. Neste tempo, Cooper foi três vezes indicado ao Oscar e se tornou um dos nomes mais influentes de Hollywood. A exibição fora de competição do seu filme teve a sessão mais concorrida da 75ª edição do Festival.

+ Lady Gaga estreia com Cooper em Veneza: “Nunca quis ser sexy. Queria ser como sou”
+ Machismo, sexismo e misoginia: a mulher em debate no Festival de Veneza
+ Com Ryan Gosling, “O Primeiro Homem” decepciona no Festival de Veneza

Tanto burburinho não foi à toa. Ele fez de Nasce Uma Estrela – quarta versão do clássico musical que estreia nesta quinta-feira no Brasil  – uma produção com cara de sucesso e, desde já, um dos favoritos ao Oscar 2019. E ainda apostou na estrela Lady Gaga, que rasgou elogios ao colega de cena, em seu primeiro papel como protagonista, para contar a história de Jackson “Jack” Maine, um músico famoso que conhece Ally, uma promissora cantora. O romance fulminante entra em colisão quando a carreira de Ally se torna maior do que a de Jack. A história traz Gaga sem maquiagem e com boa vocação para atriz, e Cooper como ator, produtor, roteirista, diretor habilidoso e ótimo cantor – sim, ele solta a voz no longa.

O cenário paradisíaco de Veneza foi o pano de fundo para a entrevista exclusiva de Bradley Cooper à GQ Brasil. Ele define como “uma experiência incrível” o fato de cantar em cena, e divide com Gaga e outros compositores o mérito das canções que ajudou a compor.
Sua dedicação ao novo trabalho é perceptível: o ator mudou até o tom de voz para interpretar Jack e, assim, construiu um personagem rouco e desleixado, que foge completamente da imagem do próprio Bradley. “Foram seis meses de trabalho, durante cinco dias da semana, com um treinador de fala, o Tim Monich. Foi incrível”, revelou.

Bradley Cooper durante a entrevista para a GQ Brasil (Foto: Reprodução vídeo)

Aos 43 anos, casado com a modelo Irina Shayk e pai de uma menina, Cooper sabe que este é um momento importante da sua carreira e retribui os elogios que Lady Gaga tem feito a ele. “Não existiria esse filme sem ela”.

Ao final da entrevista, já com a câmera desligada, pergunto a Bradley Cooper quando poderemos vê-lo novamente no Brasil – o ator esteve no Rio em 2013, divulgando Se Beber Não Case 3. “Espero que em breve possa voltar”, diz, sorridente.

Fonte oficial: GQ

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Sixth Sense.

Comentários