Brasileiro está pedalando mais de 9 mil Km na maior competição de ultradistância de bike do mundo – GQ

7

Considerada a competição de ultradistância mais longa do mundo, a Red Bull Trans-Siberian Extreme é uma prova que percorre o caminho da mítica rota ferroviária Transiberiana, na Rússia, e expõe os ciclistas ao máximo de suas capacidades. Medalha de bronze em 2017, o brasileiro Marcelo Florentino Soares, conhecido como Mixirica, está de volta à competição de 9.100 km e tenta levar o País novamente ao pódio. Hoje, ele assumiu o terceiro lugar, depois que o líder teve que abandonar a prova por uma forte dor no joelho.

No último dia 24 de julho, os seis ciclistas eleitos para a competição partiram de Moscou rumo a Vladivostok, com chegada prevista para o dia 17 de agosto. Eles terão de encarar as 15 etapas, atravessar cinco diferentes zonas climáticas, sete fusos horários, os Montes Urais e quatro dos rios mais longos do mundo. Para se ter uma noção, o evento é três vezes mais longo do que o Tour de France e duas vezes maior do que o Race Across América. A trajetória de Marcelo pela Rússia será exibida pela Red Bull TV.

+ SP terá mais de 20 mil bikes para pegar, usar e deixar onde você quiser
+ Trilha segura: aplicativo para corrida e ciclismo consegue localizar usuário em perigo
+ Ciclista posta foto apavorante de lesão no joelho após acidente no Tour de France

“Essa corrida já se tornou parte da minha vida. Eu penso nela 24 horas por dia. Ela me motiva a viver, a treinar, a seguir em frente. Acho que o principal dessa prova é que ela mostra o quão bonita e especial é uma prova de bicicleta de longa distância. É mais que um evento esportivo, é uma oportunidade de estarmos juntos e unidos pelo que amamos. Não importa se vou ganhar ou perder. Participo apenas por causa do meu infinito amor pelo ciclismo”, explica  Marcelo, que mora em São Paulo e conserta bikes, gratuitamente, para crianças e jovens em condições de vulnerabilidade social.
 

Trans-Siberian Extreme (Foto: Divulgação)

Fonte oficial: GQ

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Sixth Sense.

Comentários