Bruna Marquezine relembra visita a campo de refugiados: “Fui pensando em como eu ia transformar a vida daquelas pessoas” – GQ

3

Bruna Marquezine, nossa estrela de capa, em bate-papo com a GQ Brasil, recordou sua viagem de duas semanas ao Oriente Médio quando se deparou com a realidade dos refugiados sírios. Ela visitou a região para prestar apoio à Agência da ONU para Refugiados (ACNUR) e à ONG brasileira IKMR (I Know My Rigths) em 2016.

+ Bruna Marquezine avisa: “Adoraria dar um balãozinho no meu namorado”

+ “O casamento tem que ser sempre o mais importante”, questiona Bruna

A atriz conta que busca usar seu alcance em redes sociais – e seus mais de 30 milhões de seguidores só no Instagram – para falar sobre temas importantes: “Se conquistei esta voz, querendo ou não, tenho o dever de levar o foco para coisas que precisam ser discutidas”, reconhece. “Há dois anos me deparei com a causa do refúgio e me vi extremamente tocada. O tema ainda chega para a gente como uma fatalidade, as pessoas não compreendem a gravidade do que está acontecendo no planeta. Agarrei esta causa – este é o tipo de coisa que você não busca. Foi natural e, quando me vi, estava completamente envolvida planejando a missão. Na época algumas pessoas queriam saber ‘O que esta viagem está transformando você?’ Não saí de casa e fui para o Líbano pensando no que ia transformar em mim, mas como eu ia transformar a vida daquelas pessoas. No início, esta pergunta me irritava. No fim, me trazia uma alegria. Pelo menos aquela pessoa estava pensando sobre, talvez tenha comentado com alguém”.

+ Bruna Marquezine fala da vontade de ser mãe

+ ‘Espero que a gente more junto’, diz Bruna sobre namoro com Neymar

Mesmo lidando com rumores de casamento, boatos de mudança para Paris e fake news sobre gravidez, indagada sobre influenciar os fãs “para o bem”, ela admite: “A gente tem este poder de deixar um pouco de nós no outro. Pode ser que não seja naquele momento, mas você planta alguma coisa. Por isso, sempre vale a pena falar sobre coisas importantes. Faz toda a diferença”, conclui.

Fonte oficial: GQ

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Sixth Sense.

Comentários