Cícero fala sobre versos sexy e sua colaboração dos sonhos: ‘Rihanna’ – GQ

7

Canções de Apartamento é o primeiro disco de Cícero Lins, lançado há 7 anos. Na época, ele levou dois Prêmios Multishow na categoria Música Compartilhada (o disco todo) e por versão do ano – Conversa de Botas Batidas, do Los Hermanos. Açúcar e Adoçante é sua doce canção com mais plays no Spotify – cerca de 4,5 milhões de reproduções. Seu som é uma mistura de música popular brasileira e bossa-nova. No ano passado, ele lançou Cícero & Albatroz, trabalho em que se destaca a canção A Cidade, em parceria com o produtor norte-americano Victor Rice.

Com vocês, Cícero (86.000 seguidores, 12.717.153 visualizações, 230.195 ouvintes mensais).

GQ Brasil – Disco, digital, YouTube ou show?

Cícero – Digital.

GQ Brasil – Música que você está ouvindo agora?

Cícero – Pray, do Jungle.

GQ Brasil – Com quem seria o featuring perfeito?

Cícero – Rihanna.

GQ Brasil – Um look ideal para show?

Cícero – Camiseta, calça e sapato.

+ Jão fala sobre escrever músicas para conquistar alguém: ‘Não daria certo’
+ ‘O público sabe quem é verdadeiro’, diz Filipe Catto

GQ Brasil – Sua vida é um Instagram aberto? Comente.

Cícero – É aberto, mas tanto no Instagram quanto na vida eu só posto algumas coisas.

GQ Brasil – Pagaria para tocar nas rádios ou para ter mais seguidores?

Cícero – Para ter mais seguidores.

GQ Brasil – Já escreveu música pra conquistar alguém? Deu certo?

Cícero – Escrevi depois de conquistar.

GQ Brasil – Um disco clássico? Um guilty pleasure?

Cícero – Um disco clássico, Nevermind. Guilty pleasure musical? Não tenho.

GQ Brasil – Uma música para cantar no banho?

Cícero – Instant Crush, quanto mais errado no inglês, melhor.

GQ Brasil – Qual o verso mais sexy de todos os tempos?

Cícero – “E nos músculos exaustos do teu braço, repousar frouxa, murcha, farta, morta de cansaço”, de “Tatuagem”, do Chico Buarque.

Fonte oficial: GQ

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Sixth Sense.

Comentários