Cinco filmes que você precisa ver para gostar de Paul Rudd – GQ

12

Sim, você quer saber o que acontece depois de Vingadores: Guerra Infinita. Todos queremos. Só que até lá temos que ver mais alguns filmes do Universo Cinematográfico Marvel. O primeiro deles depois da batalha máxima pelo destino do universo é Homem-Formiga e a Vespa, que chega nesta quinta-feira (5) aos cinemas.

Assim como o primeiro, a sequência da história de Scott Lang apresenta uma trama que não se envolve diretamente com a grande narrativa de Thanos. Então vamos aceitar que só em 2019 saberemos o que Cap & Cia. farão e que o que temos para hoje é o Homem-Formiga – e Paul Rudd.

A história mostra como Lang, Hank Pym (Michael Douglas) e Hope Van Dyne (Evangeline Lilly) se unem novamente para resgatar Janet van Dyne (Michelle Pfeiffer), a antiga Vespa, no reino subatômico. Mas apesar de algumas cenas de ação, demonstrações de poderes e boas atuações de Douglas e Lilly, o filme ainda é uma comédia centrada em Rudd.

É feito para rir, mas para rir dele é preciso achar seu protagonista e o tipo de comédia que ele faz engraçados. Não é algo difícil, só precisa de prática. Por isso aqui vão cinco filmes com Paul Rudd que você pode assistir antes de Homem-Formiga e a Vespa e aproveitar um pouco mais a nova aventura.

As Patricinhas de Beverly Hills (1995)

Paul Rudd no cinema (Foto: Reprodução/YouTube)

Com 26 anos, Rudd estreou em seu primeiro longa como o mocinho Josh de As Patricinhas de Beverly Hills. Com o papel de irmão postiço de Cher (Alicia Silverstone), a mais riquinha das riquinhas, ele faz um menino focado nos estudos e que quer ser um bom advogado, mas acaba se apaixonando por sua quase irmã. Apesar das poucas falas, Rudd carimbou o seu nome em Hollywood desde então com suas piadas ácidas.

Mais um Verão Americano (2001)

Paul Rudd no cinema (Foto: Reprodução/YouTube)

Já faz 17 anos que o ano de 2001 aconteceu, e Paul Rudd já estava investindo no papel humorístico que o colocou no mapa. Em Mais um Verão Americano, uma releitura maluca dos filmes de acampamento da década de 80, Paul faz um roqueiro imaturo e com ares de grandeza, não muito diferente de seu Homem-Formiga. Mais jovem, claro, mas capaz de se destacar em meio a uma lista de talentos incluindo Bradley Cooper, Christopher Meloni e Amy Poehler.

O Virgem de 40 Anos (2005)

Paul Rudd no cinema (Foto: Reprodução/YouTube)

Rudd abraçou o “pastelão cult” durante suas parcerias com Judd Apatow e O Virgem de 40 Anos é um dos maiores trunfos desse casamento. Apesar de um impecável Steve Carell como protagonista, os papéis de seus amigos (Rudd, Seth Rogen e Romany Malco) são pontuais, sarcásticos e estereotipadamente cativantes. Rudd vive um cara sem esperanças após o fim de seu relacionamento e capaz de dar os piores conselhos possíveis.

Homem-Formiga (2015)

Paul Rudd no cinema (Foto: Reprodução/YouTube)

Bom, é óbvio que você precisa ver o primeiro Homem-Formiga antes de ver o segundo (e Capitão América: Guerra Civil). É nele que Rudd encara talvez seu maior desafio no cinema, viver um super-herói em um dos universos mais megalomaníacos da indústria. Casa bem: nem Rudd nem Scott Lang levam jeito para o negócio – o que é grande parte da graça.

Amizades Improváveis (2016)

Paul Rudd no cinema (Foto: Reprodução/YouTube)

Chamado por alguns de “Pequena Miss Sunshine da Netflix”, Amizades Improváveis é uma daquelas histórias leves, com discurso de superação e companheirismo, indicadas para noites em que você só procura o conforto dos clichês de um filme indie. Na inusitada companhia de Selena Gomez, é Paul Rudd quem segura as pontas do road movie.

Fonte oficial: GQ

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Sixth Sense.

Comentários