Club Med Les Arcs Panorama: um oásis nos alpes franceses – GQ

10

Enquanto no Brasil nos preparamos para enfrentar as temperaturas mais quentes dos últimos tempos, no extremo leste da França o frio não dá trégua – e é exatamente esse o charme do lugar. Mais especificamente na estação de esqui de Les Arcs 1600, cercada pelas extraordinárias montanhas do Vale do Tarentaise e o emblemático Mont Blanc na região da Sabóia.

Foi lá que o Club Med abriu as portas do seu novo resort. A vista é paradisíaca. A infraestrutura, super moderna. E o custo benefício, no mínimo atrativo: a hospedagem All Inclusive abrange todas as refeições e bebidas, aulas para todos os níveis de esqui e snowboard, Mini Club® e Junior´s Club® para crianças, Ski-Pass, e o sistema Ski-in e Ski-out que facilita o deslocamento do praticante com seus equipamentos durante o percurso completo na montanha.

Janyck Daudet, CEO do Club Med para a América do Sul (Foto: Juliana Coutinho)

“É um prato cheio para pessoas que já viram de tudo, mas querem viver uma experiência diferente”, disse Janyck Daudet, CEO do Club Med para a América do Sul, em entrevista à nossa editora de arte, Mariana Menezes, que conferiu de perto e ficou impressionada com o nível do resort.

A trajetória do executivo e do Club Med se confundem, após mais de 30 anos de relacionamento. A rede de resorts surgiu em 1950, fundada por Gérard Blitz, nos anos após os resquícios da Segunda Guerra Mundial. Surgia ali o conceito de férias premium all inclusive e da supervisão de crianças. Hoje, são mais de 70 unidades espalhadas por 26 países em todos os continentes.

Quanto a Daudet, começou como instrutor de esqui aquático, durante dois meses na antiga Iugoslávia (na região onde ficam, atualmente, a Sérvia e Croácia). Depois, a pedido da empresa, partiu para a Ilha de Martinica e, em seguida, para a Grécia. O resto é história: como o gerente-geral mais jovem do Club Med, abriu unidades em lugares como Bali e Tailândia. Foi diretor de qualidade em Paris e diretor-geral da maior rede de cruzeiros do mundo. Mas é ao falar do Brasil, onde mora há 20 anos, que seus olhos brilham. “O brasileiro é muito receptivo, muito carinhoso. Não sou de marketing, mas se tivesse que traçar o perfil do cliente prefeito, ele seria brasileiro”, se declara o franco-carioca, residente de Ipanema, no Rio de Janeiro.

No seu “job description” estão as funções de fazer funcionar os quatro resorts que o Club Med tem no Brasil (em Trancoso, Itaparica, Rio de Janeiro e interior de SP); maximizar as relações com os clientes brasileiros e sul-americanos; e, principalmente, fazer um intercâmbio entre o lifestyle desses clientes e os pacotes internacionais. O exemplo de sucesso está no esqui: segundo Daudet, todos os anos cresce o número de brasileiros em busca do esporte, sendo que 90% dos clientes brasileiros que vão esquiar na França, procuram (e ocupam) o Club Med.

Club Med Les Arcs Panorama tem vista paradisíaca (Foto: Juliana Coutinho)

O Club Med Les Arcs Panorama, nos alpes franceses, foi pensado para priorizar a privacidade dos hóspedes, com estrutura superior à dos outros villages, atendimento personalizado do “hotel boutique”, e muito glamour. O Club Med já réune 16 resorts de ski no mundo, concentrado na França, Itália e Suíça, com um ritmo de uma abertura por ano. Para 2019, planejam abrir um novo resort, Alpe d´Huez, também na França, e em 2020 o primeiro resort de esqui na América do Norte, nas montanhas canadenses de Charlevoix. Ou seja, o céu não é o limite. A montanha, muito menos.

Para organizar a sua viagem de esqui: www.clubmed.com.br ou 4002-2582.

Fonte oficial: GQ

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Sixth Sense.

Comentários