Com dificuldades para renovar visto britânico, dono do time do Chelsea se torna cidadão de Israel – Notas – Glamurama

13

Roman Abramovich || Créditos: Getty Images

Natural da Rússia e há anos morando em Londres, Roman Abramovich agora é cidadão israelense. O bilionário dono do time de futebol inglês Chelsea, que é judeu, resolveu exercer o direito ao abrigo da lei do retorno de Israel depois de enfrentar dificuldades para renovar seu visto de residente no Reino Unido, que passou a adotar uma política de controle mais dura em relação a oligarcas russos desde o envenenamento do ex-espião Sergei Skripal e de sua filha, Yulia, em março. O crime teria sido cometido por pessoas próximas de Vladimir Putin, presidente da Rússia, que nega qualquer envolvimento.

Voltando a Abramovich, graças aos US$ 11,5 bilhões (R$ 42,9 bilhões) que tem na conta ele automaticamente se tornou a pessoa mais rica de Israel, deixando para trás o magnata do setor imobiliário Eyal Ofer, até recentemente o número um, com seus US$ 9,3 bilhões (R$ 34,7 bilhões). Apesar de não manter residência no país do Oriente Médio, o ex de Dasha Zhukova optou pelo passaporte israelense porque este oferece certas facilidades na terra da rainha Elizabeth II, como a possibilidade de viajar pra lá sem visto e de permanecer legalizado por períodos de até seis meses.

Apesar de toda essa mudança, Abramovich continua tendo como principal endereço as duas townhouses que comprou há anos em Knigthsbridge, um dos bairros mais caros da capital inglesa, e que mandou transformar em uma das maiores propriedades residenciais da cidade. Já a filha mais velha dele, Anna Abramovich, mora em uma casa de £ 4 milhões (R$ 19,8 milhões) localizada no Chelsea, que ganhou do pai em 2011 depois que atingiu a maioridade. (Por Anderson Antunes)

Fonte oficial: Glamurama

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Sixth Sense.

Comentários