Com promessa de distribuir dinheiro a seguidores, excêntrico bilionário japonês bate recorde no Twitter – Notas – Glamurama

1

Yusaku Maezawa || Créditos: Getty Images

Além dos títulos de um dos homens mais ricos do Japão e de primeiro turista espacial com passagem paga para voar ao redor da Lua, Yusaku Maezawa agora pode adicionar o de recordista de retuítes à própria biografia. Isso porque no último dia 5 o excêntrico bilionário japonês de 43 anos postou uma mensagem em sua conta oficial no Twitter comunicando que a rede de fast fashion que fundou em 1998, a Zozotown, registrou vendas de US$ 92 milhões (R$ 343,5 milhões) na semana do último Natal, e em seguida prometeu distribuir vários cheques de US$ 920 mil (R$ 3,43 milhões) cada para os seus seguidores que reproduzissem a mensagem.

Foi o suficiente para causar um verdadeiro pandemônio no microblog, claro, e até agora o número de retuítes do post – que está em japonês – é de inéditos 5,5 milhões. O recorde anterior pertencia ao adolescente americano Carter Wilkerson, que em 2017 questionou uma rede de fast food americana no Twitter sobre quantos retuítes precisaria angariar para ganhar um ano de nuggets de frango grátis e para sua surpresa obteve uma resposta: 18 milhões. O jovem está longe de atingir a meta, e no momento conta com 3,55 milhões de retuítes.

Voltando a Maezawa, que tem uma fortuna estimada em US$ 2 bilhões (R$ 7,5 bilhões), ele tem viagem marcada em 2023 para o espaço e pretende levar consigo de seis a oito artistas das mais variadas áreas. O grupo deverá desenvolver a bordo do foguete Big Falcon Rocket, da SpaceX de Elon Musk, um projeto artsy do qual ainda pouco se sabe. A empreitada, batizada #dearMoon, vai ter de alguma forma o dedo de Musk, outro membro do clube dos bilionários dado a excentricidades. (Por Anderson Antunes)

*

Abaixo, o tuíte recordista de Maezawa:

Fonte oficial: Glamurama

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Sixth Sense.

Comentários