Como funcionam a masculinização e a feminização faciais – GQ

7

A masculinização facial – que deixa traços mais marcados – pode ser feita sem cirurgia (Foto: Getty Images)

Para além da harmonização facial e de outros procedimentos estéticos, há pessoas que realmente dependem de alterações em seus rostos para levarem a vida. É o caso de homens e mulheres trans, por exemplo. Com o aumento de transições hormonais e cirurgias de mudança de sexo, clínicas dermatológicas passaram a receber mais pacientes buscando tratamentos para suavizar os traços da face ou torná-los mais marcados.

+ Descobrimos o que o homem mais procura nos consultórios de estética
+ 5 procedimentos rejuvenescedores com sessões de até 30 minutos
+ Fios de sustentação: o que é o procedimento estético cada vez mais buscado pelos homens

O que poucas pessoas sabem, contudo, é que a maioria desses procedimentos são feitos em consultório, sem necessidade de cirurgia. “Muitas vezes os pacientes mantêm traços viris que não contribuem para o contexto feminino de seu novo corpo ou vice-versa”, diz a médica especialista em preenchimento e bioestimuladores de colágeno Ana Carolina Rocha.

Rocha explica que técnicas de volumetria, visagismo e harmonização facial são empregadas de forma individualizada e planejada em cada paciente, em um mínimo de 2 sessões. “Temos hoje mais alternativas não invasivas, técnicas sem cortes, com materiais de alta tecnologia, que vão além do resultado estético. São procedimentos que restauram a autoestima dos pacientes”, conta.

Veja como funciona cada procedimento:

Masculinização facial

Segundo a médica, os tratamentos mais frequentes são para aumentar a barba (que usam loções, intradermoterapia ou microagulhamento), preenchimento de mandíbula e de queixo e miomodulação.

“Com o preenchimento de mandíbula é possível não apenas corrigir imperfeições e queda tecidual ao longo da mandíbula, mas também redefinir ou ofertar um novo contorno”, diz Rocha. “O procedimento dura no máximo uma hora e a durabilidade varia de um a dois anos. O paciente já percebe o resultado na hora, acompanhando o processo o tempo inteiro através de espelho”, completa.


Um exemplo de feminização facial, com contornos do rosto suavizados (Foto: Divulgação)

Feminização facial

É um tratamento de preenchimento para suavizar a face, sem cirurgia. Os alvos são fronte larga e deprimida ao centro, músculos corrugadores (entre os supercílios) muito avantajados, queixo muito quadrado e largo e mandíbula hipertrófica. “Cada região a ser tratada merece um diferente preenchedor ou bioestimulador de colágeno”, conta a especialista. “O biomaterial deve ser seguro (ácido hialurônico, hidroxiapatita de cálcio, policaprolactona ou ácido poli-láctico) para produzir resultados de seis meses a quatro anos, dependendo de cada caso”, conclui.

Acompanha tudo de GQ? Agora você pode ler as edições e matérias exclusivas no Globo Mais,o app com conteúdo para todos os momentos do seu dia. Baixe agora!

Gostou da nossa matéria? Clique aqui para assinar a nossa newsletter e receba mais conteúdos.

Fonte oficial: GQ

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Sixth Sense.

Comentários