Como tirar marcas em peças de couro – CLAUDIA

8

Com apenas três passos simples, é possível recuperar a aparência das peças

Por Da Redação

18 set 2019, 15h49

Imagine o seguinte cenário: você acaba de adquirir a jaqueta de couro dos seus sonhos. Mais que uma peça de roupa, ela é um investimento que lhe acompanhará por vários invernos. Mas bastam alguns usos para que ruguinhas e outras marcas comecem a surgir no material. Sim, eu também ficaria aborrecida. Mas, acredite, é possível reverter a situação!

Não perca o que está bombando nas redes sociais

Antes de mais nada, vale lembrar que prevenir é melhor que remediar. Para evitar que o couro fique marcado, o segredo está no modo de guardá-lo. Sempre mantenha as peças penduradas em cabides (preferencialmente acolchoados) e protegidas por capas ou saquinhos de algodão ou TNT. Todos esses cuidados são importantes para que o material “respire”. A ventilação do local também é fundamental para evitar ressecamentos ou que a roupa seja acometida por mofo.

Mas se, mesmo com todos esses cuidados, o couro criar vincos, Alexis Bennett, editora da InStyle dos Estados Unidos, explica que são precisos apenas três passos para recuperar a aparência original da peça.

1. Nuvem de vapor

Mais sensível ao calor do que tecidos como algodão e linho, o couro se torna mais maleável ao entrar em contato com vapor. Saber disso é fundamental para concluir as etapas seguintes. Por isso, o primeiro passo pode ser feito no banheiro. Enquanto você toma banho, deixe o vapor atuar sobre a peça por, no máximo, 10 minutos. Apenas se certifique de que a roupa estará fora do alcance da água do chuveiro, pois as gotas podem deixar manchas.

2. Misturinha mágica

Uma vez vaporizado, o couro estará pronto para ser esticado. Aqui será preciso usar uma solução composta por uma parte de água e outra de álcool, que deve ser borrifada sobre o material com certa distância. Por segurança, teste a mistura em uma pequena área para se certificar de que ela não irá alterar a cor da peça. O álcool irá tirar a rigidez do tecido e você conseguirá suavizar os vincos esticando a superfície com as mãos. Feito isso, é recomendado aplicar um hidratante específico para couro, pois o álcool pode deixá-lo ressecado.

3. Calor extra

Opcional, o último passo deve ser feito com bastante atenção, pois ferro de passar e couro podem ser uma combinação desastrosa. Portanto, caso realmente precise passar a roupa, selecione a temperatura mais baixa do aparelho e coloque uma fronha ou sobre a peça, criando uma camada de proteção.

Leia também: Jaqueta cropped: tendência que pode ser usada em dias mais quentes

+ 5 tendências de inverno para usar na meia-estação

PODCAST – Como dialogar com as crianças e adolescentes sobre sexualidade

Fonte oficial: CLAUDIA

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Sixth Sense.

Comentários