Conheça o livro que Bill Gates quer que todo estudante leia – GQ

18

Bill Gates claramente ama ler, e gosta ainda mais de dividir suas descobertas literárias. O bilionário já tem por tradição publicar listas com seus livros favoritos (a última é realmente bem boa – e inclui filhotinhos bonitinhos). Mas em 2018, Bill Gates deu um passo além: ele comprou um livro para cada graduando nos Estados Unidos.

Trata-se de um volume, que não é novo se você acompanha os updates do empresário: Factfulness, do expert sueco em saúde Hans Rosling, com seu filho Ola Rosling e a afilhada Anna Rosling Ronnlund (ainda não publicado oficialmente no Brasil). “É bem fantástico, porque realmente explica como você deveria pensar sobre o mundo”, disse Gates em sua última lista. “O planeta seria um lugar melhor se milhões de pessoas lessem este livro”, conclui.

Rosling, que faleceu ano passado, passou a vida estudando o assunto da saúde pelo mundo era figura carimbada entre alguns dos melhores TED Talks que você deveria assistir. Médico e professor no Instituto Karolinska, em Estolcomo, era respeitado entre cientistas de dados por torná-los interessantes e “vivos”. Em Factfulness o especialista explica como é importante encarar as coisas boas, tanto quanto as notícias ruins, para melhor entender o que está acontecendo ao seu redor. E que é importante deixar os gráficos e números de lado vez ou outra para priorizar o diálogo entre pessoas. 

“Ao fim de Factfulness, Hans diz que muito o que ele compreendia do mundo veio ‘não do estudo de dados, mas em passar tempo com outras pessoas'”, diz Gates em entrevista à Time. “Ele tinha uma compreensão profunda da humanidade e um tino para contar histórias que superavam sua expertise em números”.

O bilionário está distribuindo cópias digitais do livro para graduandos que se inscreverem pela plataforma Gates Notes.

Interessou? Dá para importar o livro através de diversas plataformas online, do Amazon à Livraria Cultura.

Fonte oficial: GQ

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Sixth Sense.

Comentários