Conheça os principais modelos da Era de Marchionne no grupo Fiat – GQ

8

Faleceu nesta manhã, aos 66 anos, o ex-presidente da Fiat Sergio Marchionne, um dos principais nomes da indústria automobilística do mundo neste século. Entre outros feitos, Marchionne é apontado como o grande responsável pela recuperação da montadora italiana e pela compra da Chrysler em 2009. O executivo morreu após complicações em uma cirurgia no ombro.

A GQ Itália relembrou hoje os carros mais significativos lançados pelo grupo desde que Marchionne assumiu o comando, em 2004.

Fiat Punto (2005)

O Punto foi o primeiro carro importante de Marchionne na Fiat. Desenvolvido em conjunto com a então sócia General Motors, é reconhecido como um dos modelos que marcaram a virada financeira da montadora, até então com prejuízos milionários.

Fiat 500 (2007)

O novo Fiat 500 chegou exatamente meio século após o lançamento do original e para a Fiat é um sucesso sem precedentes que ainda perdura. É o carro do renascimento da Casa de Turim e nos anos seguintes tornou-se uma submarca, com as versões C, L e X. Marchionne disse que o “500 é como o iPod para a Apple”

Abarth Punto (2007)

Depois de mais de vinte anos de esquecimento, a marca Abarth retorna na versão esportiva do Punto. Um belo motor 1.4 T-Jet de 155 cv, de linhas agressivas impulsionaram o sucesso entre os jovens e prepararam o terreno para a chegada do 500 Abarth.

Dodge Dart (2012)

Não é um modelo de muito sucesso, mas é o primeiro carro produzido pela Chrysler após ingressar no Grupo Fiat. Tecnicamente, é um Alfa Giulietta redesenhado para os Estados Unidos, mas, na época, era vital respeitar os acordos com o governo Obama, que envolveram a produção de um modelo ecológico.

Fiat Panda (2012)

A terceira série do Panda não é tão importante como carro, mas sim pela história da política sindical por trás dele. É o protagonista do renascimento da fábrica de Pomigliano d’Arco.

Alfa Romeo 4C (2013)

É o Alfa Romeo do retorno à tração traseira e da volta aos Estados Unidos. Um pequeno supercarro miniatura com um monocoque de carbono que não era visto há algum tempo. Mesmo que seja produzido em números muito pequenos, seu papel em termos de imagem foi fundamental.

Jeep Renegade (2014)

O Jeep Renegade (junto com o primo 500X) é uma das grandes vitórias de Marchionne, que pode reviver a planta em Melfi e levou pela primeira vez a produção de um jipe fora dos EUA. É um carro muito bem sucedido que marcou o terreno para a ascensão da marca.

Ferrari 488 GTB (2015)

A 488 GTB – profunda evolução do 458 Itália – é a primeira Ferrari nascida sob a presidência de Marchionne. A primeira coisa que você nota é o retorno à nomenclatura tradicional do cavalo empinando, com uma parada nos nomes criativos dados pelo ex-presidente da marca Luca Cordero di Montezemolo.

Alfa Romeo Giulia (2015)

Depois da 4C, o Giulia é o primeiro carro de maior porte que traz o espírito esportivo para o centro do projeto Alfa Romeo, juntamente com a tração traseira.

Maserati Levante (2016)

O Levante é o primeiro SUV na história da Maserati e sua chegada é uma dádiva para as vendas da marca do Trident, que opera em um segmento de mercado onde os SUVs são essenciais. Sua chegada permitiu reduzir drasticamente as demissões na histórica fábrica de Mirafiori.

Fonte oficial: GQ

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Sixth Sense.

Comentários