Depois de anos dividindo o fogão, Claude e Thomas Troisgros lançam projetos solo no RJ – GQ

6

Não é fácil ser filho de famoso. Que o diga Thomas, filho de Claude Troisgros, o “frrrancês” mais célebre da TV brasileira, estrela dos programas Que Marravilha e The Taste Brasil. Desde que Thomas formou-se chef, os dois trabalharam juntos (no Olympe e na CT Boucherie, entre outros) – mas o pai sempre foi o chef estrelado a quem os clientes pedem fotos e autógrafos. Agora cada um tomou seu caminho.

Em dezembro, Claude abriu no Leblon o pequenino Chez Claude – um balcão em torno de uma cozinha aberta com clima lá-em-casa – e, em abril, o Le Blond (ou “O Loiro”, em francês, jogando com o nome do bairro), também casual, mas com pegada de brasserie e muitos pratos leves e vegetarianos no menu porque o Rio é quente e “para as mulhérrr de regim”.

+ Conheça os 11 chefs mais promissores do Brasil
+ Saiba quem são os braços direitos dos maiores chefs do país

“Estou com 62 anos e quero me divertir e fazer comida de panela”, avisa Claude, ao explicar que o Chez Claude não tem pretensão de ganhar estrelas. “Sonhava em fazer uma cozinha 100% aberta onde o fogão fosse como um palco e as pessoas pudessem ver a gente fazendo comida simples”. Aos que duvidam que ainda pegue no pesado, avisa: “Óbvio que cozinho todo dia. Minha profissão é cozinheiro e não apresentador de tevê”.

Já Thomas assumiu o comando da joia da família, o Olympe, que tem estrela no guia Michelin e serve menus degustação. “Faz dois anos que crio pratos sem precisar mais do aval do meu pai”, conta ele, em tom libertário. Na paralela, inaugurou em Ipanema uma enorme flagship de 500 metros quadrados de sua rede de hamburguerias TT Burger (em sociedade com o empresário Deco Meisler).

Até o fim do ano, abrirão no terceiro andar o TT Lab, um minitemplo de hambúrguer. Em um balcão de doze lugares servirão degustações brincando com os seis componentes de um “x-tudo”: pão, carne, queijo, alface, tomate e bacon. “Antes de comer o burger, o cliente vai provar quatro ou cinco criações que podem ser desde um bloody mary a um martini com bacon desidratado”, entrega Thomas.

Enquanto isso, Claude vai estrear mais um programa na tevê, narrando uma trip de moto pelo Brasil, e Thomas arriscará levar o TT Burger para São Paulo. “A gente não está se separando, nem brigou”, diz Claude. “Falamos quase todo dia, o Thomas aprende muito comigo e eu com ele. Mas ele tem que voar pelas próprias asas”. Na verdade, já atingiu velocidade de cruzeiro.

Fonte oficial: GQ

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Sixth Sense.

Comentários