Dilemas paternos e volta do ursinho Pooh marcam o filme ‘Christopher Robin: Um reencontro inesquecível’ – GQ

25

Em 16 de agosto, estreia no Brasil o filme Christopher Robin: Um reencontro inesquecível, live-action da Disney que traz o Ursinho Pooh e vários assuntos à tona para pais e filhos de todas as idades. Entre eles, o equilíbrio entre vida pessoal e profissional, o reencontro com a infância, além da valorização das amizades e também do “não fazer nada”.

Na emocionante aventura, Christopher Robin, outrora um garoto que embarcou em inúmeras aventuras no Bosque dos Cem Acres com seu bando de adoráveis e animados bichos de pelúcia, virou adulto e perdeu o rumo. Agora, cabe aos seus amigos de infância o ajudarem a se recordar do menino amável e brincalhão que ainda existe em seu interior.

Agora homem feito, Christopher Robin está preso a um trabalho desgastante, com baixo salário, e se vê diante de um futuro incerto. Ele tem sua própria família, mas seu trabalho tornou-se a sua vida, o deixando com pouco tempo para sua esposa e filha. Mas quando ele se reúne com o ursinho Pooh, agora sujo e puído depois de anos de abraços e brincadeiras, Bisonho, Tigrão e outros companheiros de aventura, sua amizade é reavivada, o que o faz recordar dos dias de ilusão e faz de conta infantil que definiram sua juventude, tempo em que não fazer nada era considerado a melhor coisa pra fazer.

Baseado nos personagens da obra de A.A Milne, “Christopher Robin – Um Reencontro Inesquecível” tem direção do indicado ao Globo de Ouro, Marc Forster (Em Busca da Terra do Nunca), e roteiro de Alex Ross Perry (Golden Exits) e da indicada ao Oscar, Allison Schroeder (Estrelas Além do Tempo).

Quem estrela o filme é o vencedor do Globo de Ouro Ewan McGregor (Fargo), na voz de Christopher Robin. O ator conta que ficou apaixonado pelo roteiro por se identificar com o protagonista o filme, um pai que, muitas vezes, se depara com alguns dilemas.

“Christopher Robin é o pai de uma filha que não é muito próximo. Ele reconhece isso e gostaria de estar mais perto dela. E, certamente, você tem a sensação de que ela gostaria de estar mais perto de seu pai também, e há algo sobre isso vindo de um pai e sua filha que realmente me atraiu como pai de meninas”, relata McGregor.

+ 5 pais solteiros do cinema para se inspirar
+ “É ótimo vê-la crescer a cada dia”, diz Mahershala Ali sobre sua filha

“O filme é sobre as pessoas que você ama e aquelas que amam você de volta, e isso é o que realmente importa na vida”, afirma o diretor, Marc Forster. “Pooh desperta em Christopher Robin uma consciência do que realmente importa na vida”, finaliza.

Fonte oficial: GQ

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Sixth Sense.

Comentários