Dolce & Gabbana revisita sua própria história em coleção artesanal – GQ

15

Aurelien Muller veste a coleção Fatto a Mano da Dolce & Gabbana (Foto: Ricardo Abrahao)

O conceito é exatamente o que o nome diz: artesanal. Stefano e Domenico focaram na essência da Dolce & Gabbana para criar uma coleção que preza pelas técnicas artesanais em peças essenciais e atemporais do guarda-roupa masculino, trazendo um lifestyle contemporâneo e enérgico. As roupas são uma reinterpretação das raízes da label – que celebra seu DNA singular e imprime o melhor da alfaiataria repaginada em looks effortless chic. A explosão de tons vistos em blazers, calças aveludadas, casacos e golas rulê desfruta de uma das principais tendências da moda atual: o color blocking. Para personificar o desfile acontecido em janeiro passado, o modelo Aurelien Muller, um dos queridinhos da grife – ele atravessou diversas vezes a passarela dos italianos e estampou campanhas da marca –, posou nas ruas de Milão usando looks exclusivos da Fatto a Mano. O francês descoberto enquanto caminhava pelas ruas de Paris hoje é o rosto de diversos editoriais internacionais – com direito a um ensaio com a cantora Taylor Swift para a revista Vanity Fair. Além de tudo, ele acumula fãs em suas plataformas digitais: são quase 90 mil seguidores no Instagram, onde mostra sua vida profissional e viagens mundo afora.


Aurelien Muller veste a coleção Fatto a Mano da Dolce & Gabbana (Foto: Ricardo Abrahao)


Aurelien Muller veste a coleção Fatto a Mano da Dolce & Gabbana (Foto: Ricardo Abrahao)


Aurelien Muller veste a coleção Fatto a Mano da Dolce & Gabbana (Foto: Ricardo Abrahao)


Aurelien Muller veste a coleção Fatto a Mano da Dolce & Gabbana (Foto: Ricardo Abrahao)

Grooming Ivona Milosevic

Gostou da nossa matéria? Clique aqui para assinar a nossa newsletter e receba mais conteúdos.

Fonte oficial: GQ

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Sixth Sense.

Comentários