Dono de exchange canadense morre sem compartilhar senha e deixa prejuízo milionário – GQ

12

Histórias de falências de empresas podem ser trágicas ou cômicas. No caso da QuadrigaCX, maior corretora de criptomoedas do Canadá, tem um pouco dos dois extremos. Segundo o site Coindesk, a empresa entrou com processo de recuperação judicial porque o CEO e criador da companhia, Gerald Cotten, morreu e agora ninguém sabe a senha usada para mexer no dinheiro de verdade, digo, os recursos financeiros da empresa.

São mais de US$ 190 milhões de créditos de clientes que a empresa alega não saber como pagar. Em depoimento à Suprema Corte de Nova Scotia, no Canadá, a viúva de Cotten, Jennifer Robertson, afirmou que seu marido era “o único responsável pelo manuseio dos fundos e das moedas” e que nunca nenhuma outra pessoa a teve acesso – nem mesmo ela e demais familiares.

Robertson afirma que um especialista já tentou burlar a criptografia do sistema da QuadrigaCX para descobrir a chave, sem sucesso. Segundo a empresa, o CEO de apenas 30 anos morreu 9 de dezembro de 2018, vítima da doença de Crohn, “enquanto estava na Índia, onde ele estava abrindo um orfanato para fornecer casa e um refúgio seguro para crianças carentes”, o que levanta suspeitas.

Uma matéria do site CCN levantou a hipótese que o seu óbito tenha sido forjado para a aplicação de um golpe contra os clientes da exchange. A matéria da Coindesk, no entanto, afirma que Robertson apresentou um atestado de óbito do marido à Justiça. A CBC, por sua vez, afirma que o governo indiano confirmou a morte de um canadense em dezembro passado, mas não confirmou a sua identidade.

A viúva de Cotten pede que as dúvidas sejam suspensas até que a QuadrigaCX encontre outras lojas de criptomoedas disponíveis para conseguir US$ 180 milhões em Bitcoin, Ethereum, Bitcoin Cash, Litcoin e também US$ 70 milhões em fiat, uma moeda sem valor rastreado a qualquer metal. Enquanto isso, tome cuidado e evite investir o seu dinheiro em qualquer exchange.
 

Fonte oficial: GQ

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Sixth Sense.

Comentários