Duda Beat transforma coração partido em música (e te leva para a pista de dança) – GQ

4

Considerada a rainha da sofrência pop, a pernambucana Duda Beat radicada no Rio de Janeiro é o “achado” de 2018. Com a música Bixinho, de seu primeiro disco Sinto Muito, a cantora independente já bateu mais de 300 mil vizualisações no Youtube. Apesar de Duda ser aquela cantora que transforma o coração partido em canções (assim como Tim Bernardes), ela te leva para a pisca de dança com a suas batidas inconfundíveis.

+ Fenômeno do funk, MC Kekel guarda Rita Lee na memória
+ Gustavo Mioto abraça as redes sociais: ‘não tenho nada pra esconder da galera’
+ Baco Exu do Blues sobre inspiração: ‘a gente escreve música para as pessoas que nos rodeiam’

Com vocês, Duda Beat:

Disco, digital, YouTube ou show?
Show.

Música que você está ouvindo agora?
Kali Uchis – Just A Strange.

O featuring perfeito com você seria com quem?
Kendrick lamar.

Um look ideal pra show seria?
Um macacão todo brilhante.

Sua vida é um Instagram aberto?
Super. Meu disco já é um Instagram aberto, nele conto coisas extremamente pessoais.

Pagaria para tocar nas rádios ou pagaria para ter mais seguidores?
Tem que escolher (risos)? Acho que para tocar na rádio.

Já escreveu música pra conquistar alguém? Deu certo?
Pra conquistar, não. Mas pra conseguir o respeito de alguém, sim.

Um disco clássico?
Amy Winehouse – Back To Black.

Uma música pra cantar no banho?
George Michael – Carless Whispers.

Qual o verso mais sexy de todos os tempos?
Da minha música Bixinho: “ Puxa, eu gosto mesmo é quando vc me puxa cheira meu cabelo e aperta a minha coxa…”

Fotógrafo: Franco Amendola
Stylist: Luiz Bonassoli
Grooming: Julio Elibio
Assistente de fotografia: Leandro Nalbino
 

Fonte oficial: GQ

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Sixth Sense.

Comentários