“Enquanto eu estava escrevendo, pássaros voavam em torno de mim”, revela autor de ‘Bird Box’ – GQ

10

O filme Bird Box, original Netflix, estreou em dezembro do ano passado e já alcançou mais de 40 milhões de usuários pelo mundo na rede de streaming. Criado a partir do livro de Josh Malerman, o trailer do longa coleciona mais de 18 milhões de visualizações e, choque, ele já tem uma sequência literária. Intitulado Melorie, a nova saga vai focar na história da personagem principal encenada por Sandra Bullock e tem estreia marcada para 1º de outubro deste ano.

+ Jordan Peele garante na internet: “Nós” é um filme de terror
+ ‘Once Upon a Time’, novo filme de Tarantino, já tem (um ótimo) trailer
+ Ofertas Amazon: Livros – lançamentos e promoções imperdíveis

Para a inspiração do primeiro livro, Malerman confessou criar um ambiente criativo um pouco curioso. “Eu aluguei o terceiro andar de uma casa antiga em Detroit e escrevia lá em cima. Eu tinha cinco pássaros em um espaço aberto, com uma mesa e a gaiola ficava aberta. Então, enquanto eu estava escrevendo Bird Box, pássaros voavam em torno de mim. Obviamente, isso influenciou o livro de certa maneira”, contou o autor em entrevista à revista americana Esquire.

Se você ainda não assistiu a série, resumimos: Sandra Bullock (Malorie) dá à luz a seu filho Menino em um cenário pós-apocalíptico em que o mundo é ameaçado por monstros (ou espíritos, ninguém sabe por enquanto), que obrigam as pessoas a tirarem a própria vida. Além de correr risco de vida e carregar seu filho no colo, Malorie “adota” uma bebê no meio do caminho e tenta chegar ao outro lado do rio para conseguir começar uma nova vida.

“As pessoas querem saber o que aconteceu com o Menino e a Menina mas, por mais que eu me importe, essa não é a história deles. O mundo de Bird Box é a história de Malorie e eu queria saber mais sobre ela”, disse o autor durante à Esquire.

Assista ao trailer de Bird Box e já comece a sonhar com a sequência:

Fonte oficial: GQ

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Sixth Sense.

Comentários