Esta designer tem transformado bolsas da Louis Vuitton em cadeiras – GQ

11

Sarah Coleman e as suas cadeiras personalizadas (Foto: reprodução/instagram)

No site da Louis Vuitton no Brasil, uma bolsa pode sair até por R$ 30 mil. Sendo um acessório tão caro, espera-se que o objeto permaneça intacto por muitos anos, correto? Bem, não é o que pensa Sarah Coleman, uma designer de Nova York que anda transformando as suas companheiras de mãos em cadeiras charmosas e dobráveis.

Com 26 mil seguidores no Instagram, a moça tem viralizado nas redes com as suas criações. A repercussão, naturalmente, tem se transformado em dinheiro: ela afirma produzir de 10 a 15 cadeiras por mês, dependendo da demanda, utilizando bolsas da LV. Um sucesso significativo para quem começou na empreitada em julho do ano passado.

Sarah Coleman e as suas cadeiras personalizadas (Foto: reprodução/instagram)

“Algumas pessoas não conseguem superar a idéia de cortar bolsas são tão caras, mas há muitas delas que passam a maior parte do tempo escondidas num porão”, disse ela ao site High No Biety, afirmando que também tem trabalhado em outros itens com peças da Louis Vuitton, como canecas e caixas de fósforos personalizadas.

“É sempre difícil descrever algo e por que você gosta de fazer tal coisa, mas trabalhar com as cadeiras me deu um sentimento diferente. Isso é legal. Eu amo isto”, afirmou ela na mesma entrevista, pregando a criatividade e o desapego material como fonte de renda. Como acontece de anos em anos, a desconstrução é tendência no mundo do design.

Gostou da nossa matéria? Clique aqui para assinar a nossa newsletter e receba mais conteúdos.

Fonte oficial: GQ

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Sixth Sense.

Comentários