“Eu já era famoso em uma época que não existia a rapidez”, diz Bruno Gagliasso sobre fama – GQ

5

Bruno Gagliasso, capa da GQ Brasil em agosto de 2018, é o protagonista da novela O Sétimo Guardião no pele de Gabriel e está de volta às gravações após passar por por um procedimento cirúrgico. Mas a exposição, para ele, já virou rotina. “Eu já era famoso em uma época que não existia a rapidez, e a absurda quantidade de informação, que o digital trouxe”, disse em exclusiva à GQ Brasil.

+ Bruno Gagliasso para Wagner Moura sobre vida online e offline: “Misturo tudo. Sou feliz assim”
+ Revelada em ‘O Sétimo Guardião’, Liza Gomes se formou em Farmácia, mas viu na arte seu melhor remédio
+ Ofertas Amazon: veja ofertas dos dispositivos Amazon no Brasil

A era digital parece não incomodar Gagliasso. O ator compartilha imagens de sua filha Titi, da mulher Giovanna Ewbank e de suas viagens pelo mundo. Mas não se engane se você acha que o ator não dosa as postagens. “As plataformas digitais deram vozes a muitos que até então não tinham quem os escutasse, basicamente qualquer pessoa pode se esconder atrás de um computador e destilar o ódio que sempre esteve ali. Por isso, preciso ser muito cauteloso na hora de expor uma foto, uma fala ou uma opinião”, contou.

Bruno Gagliasso durante o shooting da Polo Wear (Foto: divulgação)

Amantes de animais, o ator tem sete cachorros em casa e atua com o gato preto Leon na trama. “Desde o começo eu já estava mega empolgado porque a abordagem artística é toda diferente. Agora já estou ainda mais familiarizado com o Leon”, disse o marido de Giovanna Ewbank durante os cliques da campanha da Polo Wear.

Para 2019, o desafio é gerar cada vez mais a empatia. “Nosso maior desafio é exercermos nossa empatia para que possamos entender o nosso papel na sociedade. Isso vale não só para nós brasileiros, mas todos como seres humanos. Juntos somos gigantes”, finalizou.

Fonte oficial: GQ

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Sixth Sense.

Comentários