Fundada há 126 anos, varejista americana Sears anuncia falência. Mais uma vítima da internet? – Notas – Glamurama

4

Já foi a maior dos EUA || Créditos: Getty Images

Uma das mais tradicionais rede de lojas dos Estados Unidos, a Sears anunciou nesta segunda-feira que resolveu recorrer à lei de falências do país para evitar a bancarrota. Fundada há 126 anos, a empresa tem uma dívida bilionária e há apenas alguns dias deixou de honrar uma fatura de US$ 134 milhões (R$ 503,2 milhões) pela primeira vez em sua história. A medida legal permitirá a manutenção de suas atividades por um determinado período, até que se chegue a um acordo com os credores.

Assim como várias outras gigantes do varejo tradicional americanas, a Sears não tem conseguido fazer frente ao avanço do e-commerce, representado principalmente pela Amazon. Em junho desse ano e também por culpa da internet, a icônica Lord & Taylor já tinha anunciado que pretende fechar as portas até dezembro de seu principal endereço em Nova York, em plena Quinta Avenida, onde está há 104 anos.

A Sears foi fundada 1892 por Richard Sears e Alvah Curtis Roebuck, e começou a crescer fortemente a partir de 1906, com a entrada do sócio Julius Rosenwald. No auge, chegou a ser a maior companhia de varejo dos EUA, mas hoje ocupa a longínqua 23ª posição entre as líderes no segmento de lá. Em seu último balanço, a varejista reportou receitas de US$ 13,8 bilhões (R$ 51,8 bilhões) e um prejuízo recorde de quase US$ 1,5 bilhão (R$ 5,6 bilhões). Sinal dos tempos. (Por Anderson Antunes)

Fonte oficial: Glamurama

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Sixth Sense.

Comentários