Homens podem sofrer de depressão pós-parto, diz estudo – GQ

3

Pesquisa publicada no Jornal Escandinavo de Psicologia buscou identificar o número de homens com depressão pós-parto (pós-natal) – através de uma consulta online que envolveu 447 voluntários com filhos de 0 a 18 meses. O resultado da amostragem mostrou que 28% dos entrevistados apresentavam sintomas suaves da doença, enquanto 4%, moderados.

O estudo foi conduzido por Elisa Psoundi, do Departamento de Psicologia da Universidade Lund, na Suécia, considerado o melhor lugar do mundo para os pais. A pesquisadora afirmou que o problema – medido pela Edinburgh Postnatal Depression Scale – age diferente entre os sexos. Para eles, a depressão pós-parto está relacionada à agitação, à raiva, à irritabilidade, à extensão de horas no trabalho e ao alcoolismo.

Psoundi afirma ainda, em entrevista ao Jornal The Guardian, que eles estão, hoje, enfrentando os mesmos dilemas das mães – como dividir-se entre a família e o trabalho (como Chris Mau que fez desabafo por falta de fraldários em banheiros masculinos). E os números de casos com depressão pós-parto são alarmantes: cerca de 1 em cada 4 pais sofrem com isso; e menos de 1 em cada 5 procuram ajuda.

Outro estudo recente revela que a saúde mental dos homens, quando se tornam pais ou estão se preparando para esta nova fase (no período perinatal da gravidez das parceiras), afeta diretamente o desenvolvimento emocional dos filhos e o comportamento dos pequenos na infância.

 

Fonte oficial: GQ

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Sixth Sense.

Comentários