Ideia sem escalas: a criação da MaxMilhas por Max Oliveira – GQ

13

Max Oliveira @maxmilhas (Foto: Christian Maldonado)

Mais que voar alto, Max Oliveira pensava em voar bem quando teve a ideia da MaxMilhas – ou melhor, de comprar sua passagem sem riscos de oscilações-supresa no preço do ticket. Aqui ele conta como uma viagem frustrada deu espaço a uma companhia avaliada em mais de R$ 100 milhões. No ensaio, ele veste  Prada, a label que olha para o futuro com ar irreverente.

Max Oliveira, da MaxMilhas

@maxmilhas

Em 2012, o engenheiro de produto trabalhava na Vale do Rio Doce, em Vitória. Mineiro, fim de semana chegando, saudades da namorada em Belo Horizonte. Ele encontrou uma passagem por R$ 100 e, ao tentar fechar a compra, falhou. Refez a operação na hora e a mesma passagem já valia R$ 500 (quem nunca?). O engraçado é que o número de milhas não variou. “Fiquei inconformado. Pensei em ligar para meus amigos e pedir para comprar as milhas deles”.

Não ligou, mas teve uma ideia e assim nasceu o site de venda de milhas e compra de passagens aéreas MaxMilhas que, em 2016, faturou R$ 100 milhões – e hoje conta com 400 funcionários. “Os skills de um fundador são diferentes dos de um CEO. Hoje gosto de acreditar que sou o líder que influencia as pessoas de maneira positiva”, afirma Max. (Alexandra Farah)

Gostou da nossa matéria? Clique aqui para assinar a nossa newsletter e receba mais conteúdos.

Fonte oficial: GQ

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Sixth Sense.

Comentários