Jacaré da Fazenda traz o campo para Trancoso e é point gastronômico deste verão – GQ

15

Se Trancoso está na crista da onda há dez anos como destino de réveillon do jet set é, em parte, graças a Fernando Droghetti –, que todo mundo chama de Jacaré. Sua história de vida é improvável: deixou o mundo das finanças em São Paulo em 2005 para tornar-se restaurateur, decorador e ditador de moda no vilarejo praiano. Foi o primeiro a abrir um pequeno hotel de luxo na pracinha central (o Quadrado), que se chamava Jacaré do Brasil Casas.

Foi o primeiro também a levar ao hotspot um chef-celebridade: causou furor quando abriu um restaurante sazonal em sociedade com o argentino Francis Mallmann, hype que durou até 2014, quando fecharam. Tem há três anos o restaurante Jacaré do Brasil, frequentado por todos os bacanas. E agora está abrindo algo que nunca se viu por lá: uma fazenda que servirá, a partir de 20 de dezembro, almoços em pleno seringal em clima de piquenique-chique.

O Jacaré da Fazenda fará algo inédito: levará toda aquela gente que desembarca em Trancoso para um réveillon de praias e festas para passar algumas horas em plena mata, dentro de uma fazenda com seringal ainda produtivo. Uma antiga casa de colonos reformada servirá de sala e cozinha. O esquema será parecido com o da famosa Silvinha, que serve comida caseira com sotaque étnico na praia do Espelho para uns poucos grupos de amigos por dia, sob reserva. Com a diferença que esse novo lugar fica mata adentro e tem vista para árvores, e não para o mar.

Mataadentro (Foto: Divulgação)
Mataadentro (Foto: Divulgação)

Jacaré não importou nenhum chef da cidade grande para o novo negócio. Quem cozinhará no novo restaurante é Jandira Figueiredo, descendente de índios, nascida e criada naquela mesma fazenda. Jandira trabalha para Jacaré como cozinheira da casa dele há mais de vinte anos. “Para onde eu vou minha fiel escudeira vai junto”, diz ele. “Jandira tem muita mão pra cozinha baiana, adoro ir para o fogão com ela.”

+ 5 novos hotéis luxuosos e super intimistas para curtir em 2019
+ Gastromar, o primeiro buffet-barco do país, é o hotspot que você deve conhecer no verão
+ Felipe Bronze se prepara para abrir seu primeiro restaurante em São Paulo

  “O clima será de piquenique na floresta”, diz Jacaré. Em pequenas clareiras ele montou cinco lounges bem espaçados. Cada um tem seu próprio mesão de piquenique para até dez pessoas – coberto com uma grande lona de caminhão em dias de chuva, no melhor estilo glamping. Cada dia tem um prato diferente e mais nada (exceto lagostas grelhadas, que estarão sempre no menu e irão direto do aquário para a grelha ainda vivas).

Mataadentro (Foto: Divulgação)

Feijoada, bobó de camarão, a receita de frango no vinho tinto da mãe dele, picadinho… Tudo bem brasileiro. Panelões fumegantes ficarão expostos sobre um fogão a lenha desenhado por ele. Som, só dentro da casa. “Não tem trilha sonora melhor do que o som da mata”, diz.

Haverá um serviço em que funcionários irão buscar os clientes mais aventureiros a cavalo. E vai dar para chegar até lá de bike também. O Jacaré da Fazenda será daqueles lugares gostosos onde a gente acaba ficando, passando tardes inteiras com amigos bebendo bons vinhos ou caipirinhas e respirando a vibe do lugar. Um flash de vida de campo para quebrar com estilo a rotina de praia e festas.

Fonte oficial: GQ

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Sixth Sense.

Comentários