Jay-Z processa e-commerce infantil que usou letras de suas músicas sem autorização – Notas – Glamurama

13

Jay-Z || Créditos: Reprodução

Jay-Z não quer saber de conversa com os donos de um pequeno site de e-commerce infantil da Austrália, o The Little Homie. O problema é que os responsáveis pela loja online decidiram incluir sem autorização prévia o nome do rapper e um de seus hits em livros infantis que estavam à venda na plataforma (e já foram retirados). Assim que soube do aparente uso indevido, o marido de Beyoncé Knowles decidiu processar a turma por violação do direito à propriedade intelectual em uma corte federal australiana, em um processo que começou a rodar no último dia 22. A primeira audiência sobre o caso foi agendada para 6 de dezembro.

Entre as obras que mais irritaram o rei do hip hop estão um livro de aprendizagem e um caderno de colorir, ambos com o título de “A B to Jay-Z”, e que segundo os advogados dele incluem versos em “ipsis litteris” da música “99 Problems”, sucesso de 2003. E apesar de serem produtos para crianças, a defesa do rapper afirma nos autos que “o uso do nome, da imagem e da letra das canções” de seu cliente “prejudica sua reputação e sua boa vontade”.

Jay-Z, vale lembrar, se tornou em meados do ano o primeiro rapper bilionário da história, com uma fortuna de US$ 1 bilhão (R$ 4,2 bilhões) que inclui investimentos variados, algumas marcas de bebida, a produtora Roc Nation e uma fatia no aplicativo de streaming musical Tidal. (Por Anderson Antunes)

Fonte oficial: Glamurama

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Sixth Sense.

Comentários