Kylie Jenner “rouba” de Zuckerberg o título de bilionário mais jovem da história que era dele desde 2007 – Notas – Glamurama

8

Kylie Jenner || Créditos: Getty Images

Dona de uma fortuna pessoal estimada em US$ 900 milhões (R$ 3,4 bilhões) pela “Forbes” em julho do ano passado, Kylie Jenner foi “oficializada” como bilionária nesta terça-feira com a inclusão de seu nome no mais recente ranking anual de bilionários da publicação dos Estados Unidos, desta vez com um patrimônio estimado em US$ 1 bilhão (R$ 3,78 bilhões). Aos 21 anos de idade, a caçula do clã Jenner/Kardashian passa a ser, a partir de agora, a pessoa mais jovem já incluída no clube dos dez dígitos global – antes dela, o título pomposo pertencia a Mark Zuckerberg, que se tornou bilionário em 2007, quando tinha 23 anos.

No caso de Jenner, o sucesso financeiro dela é resultado direto da marca de cosméticos Kylie Cosmetics, que ela lançou há pouco mais de três anos. A empresa é um hit entre as consumidoras mais jovens, e terminou 2018 com receitas estimadas em US$ 360 milhões (R$ 1,36 bilhão). “É algo que eu nunca esperei [se tornar bilionária], não posso prever o futuro”, a jovem ricaça disse em uma entrevista publicada nessa terça nos EUA. “Mas é um reconhecimento e tanto que me deixa muito feliz”, completou a bela.

A “Forbes” americana também chamou Jenner de “bilionária ‘self-made’ mais jovem da história”, sendo que a expressão em inglês é usada para definir pessoas que se tornaram ricas começando do zero. Nas redes sociais, a descrição tem rendido algumas polêmicas, uma vez que a irmã de Kim Kardashian nasceu em berço de ouro e, para muitos, apenas surfou na onda da fama que seu sobrenome e ligações familiares lhe dão. E parece ter feito isso muito bem. (Por Anderson Antunes)

Fonte oficial: Glamurama

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Sixth Sense.

Comentários