Lacoste inaugura em São Paulo loja com novo conceito, o Le Club – GQ

25

Lascote (Foto: Divulgação)

Além de ser conhecida mundialmente por seu emblemático crocodilo, a Lacoste também busca carregar em sua identidade um interesse pela arte (vide sua colaboração com Keith Haring), pela responsabilidade social (trazendo à tona assuntos como a extinção de animais) e, claro, pela moda – recentemente através de sua parceria super fashionista com o rapper Tyler, The Creator.

+ Lacoste apresenta uniformes que serão usados por Novak Djokovic
+ O que você precisa saber sobre Rachel Maia, nova CEO da Lacoste no Brasil

Logo no início do ano a marca apresentou um novo conceito para suas lojas, chamado de Le Club – espaço que deve refletir nas coleções, agora sob direção de Louise Trotter. A ideia é elevar e refletir categoricamente uma identidade mais penetrante e energética. “A nova loja foi desenhada para criar uma experiência humana única para o consumidor. É a síntese da marca e de seu criador, René Lacoste, em um mesmo lugar: o Clube”, explica Thierry Guibert, CEO global da label. Inaugurado no Reino Unido, o conceito agora chegou a vez do Brasil, mais especificamente na loja do shopping Bourbon.

Lascote (Foto: Divulgação)

A fim de aprimorar a experiência dos consumidores, o contato com as coleções vai muito além de ser apenas sobre roupas. Uma imersão na herança da marca, com uma história que soma 85 anos, é feita através de novas proporções, materiais e iluminação. “A atmosfera do Clube é evidente mesmo antes de se entrar nele. Aberto com a intenção de permitir a entrada da luz, o layout remete a uma quadra de tênis”, conclui Guilbert. Vale a visita!

Acompanha tudo de GQ? Agora você pode ler as edições e matérias exclusivas no Globo Mais,o app com conteúdo para todos os momentos do seu dia. Baixe agora!

Gostou da nossa matéria? Clique aqui para assinar a nossa newsletter e receba mais conteúdos.

Fonte oficial: GQ

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Sixth Sense.

Comentários