Lista GQ: 6 relógios icônicos do cinema – GQ

11

Nas missões de James Bond ou dos agentes de Men in Black, os relógios estão em cena. Muito mais que acessórios, eles são parte fundamental de algumas histórias, marcando personagens por gerações. Abaixo, uma lista com seis filmes e seus relógios icônicos.

+ No mundo dos relógios, o verde é a cor mais quente
+ 4 relógios para customizar como bem quiser
+ Os relógios futuristas dos anos 80 voltaram com tudo

De volta para o Futuro

Hoje em dia o modelo digital Casio com calculadora acoplada já virou item de época. Mas quando apareceu no pulso de Marty McFly (Michael J. Fox) em 1985, o CA53W Twincept Databank era o auge da tecnologia, com direito a calendário e alarme – praticamente um smartwatch dos tempos de De Volta Para o Futuro.

Casio CA53W Twincept Databank (Foto: Divulgação)

007 contra Spectre

James Bond: fã dos Omega Seamaster (Foto: Reprodução)

A relação de James Bond com a Omega não são exatamente uma novidade: a linha Seamaster é a favorita do agente secreto desde 1995, quando Pierce Brosnan estreou na franquia em GoldenEye. Recentemente, na era Daniel Craig, a história continua. Primeiro com o Seamaster Diver 300M em Casino Royale (2006); depois com o Planet Ocean 600M em Quantum of Solace (2008); novamente com o Planet Ocean 600M Aqua Terra em Skyfall (2012); e mais recentemente com o Aqua Terra 150M em Spectre (2015).

Omega Seamaster Aqua Terra 150M (Foto: Divulgação)

Psicopata Americano

Christian Bale em "Psicopata Americano": caráter questionável; estilo, não (Foto: Reprodução)

Ok, Patrick Bateman não é exatamente um modelo a ser seguido em Psicopata Americano (2000). Entretanto, apesar da índole absolutamente questionável, o personagem de Christian Bale tem estilo. Especialmente no pulso, onde brilha um inconfundível Rolex Datejust – um modelo prateado e dourado que dá a tônica da época retratada (o mercado de ações de Wall Street, na Nova York dos anos 80), sem torná-lo datado. Uma curiosidade: a Rolex concordou com a aparição do modelo no longa com a condição de que o relógio não aparecesse em nenhuma das (muitas) cenas de violência do filme.

Rolex Datejust (Foto: Divulgação)

Batman Begins

Mais Christian Bale: em franquia "Batman",  favorito é Jaeger-LeCoultre (Foto: Reprodução)

Em sua segunda entrada nessa lista, Christian Bale prova que às vezes, nem é o relógio, e sim quem usa. Já na estreia como o Bruce Wayne  em Batman Begins, o ator ostenta um Jaeger-LeCoultre Reverso Grande Taille. Ao mesmo tempo discreto e opulento, o relógio marcou tanto o personagem que voltou para o segundo filme da trilogia de Christopher Nolan, O Cavaleiro das Trevas. A aparição, inclusive, não é a primeira da Jaeger-LeCoultre em Batman: Val Kilmer já ostentara exemplares da marca quando assumiu a capa do herói nos anos 90

Jaeger-LeCoultre: o favorito de Batman (Foto: Divulgação)

Doutor Estranho

Jaeger-LeCoultre também é o favorito do Doutor Estranho (Foto: Reprodução)

E como não falar do relógio de um herói que tem o poder de, literalmente, controlar o tempo? Novamente, é a Jaeger-LeCoultre a favorita dos super. Dessa vez no pulso de Benedict Cumberbatch em Doutor Estranho (2016). No filme, Stephen Strange incorpora o Master Ultra Thin Perpetual a seu próprio uniforme, dando um toque high-tech (e absolutamente apropriado) ao visual do protagonista.

Modelo Master Ultra Thin Perpetual da Jaeger-LeCoultre (Foto: Divulgação)

O Rei do Show

O Rei do Show: Montblanc Minerva de museu (Foto: Divulgação)

Único exemplar de bolso da lista, o Montblanc Minerva não é somente raro: é um item de museu. Resgatado do Minerva Museum em Villeret, o modelo, hoje parte da companhia alemã, data do século 19. No cinema, ele aparece em O Rei do Show nas mãos do próprio embaixador da marca, Hugh Jackman, que na trama interpreta o showman P. T. Barnum.

Montblanc Minerva: modelo de bolso data do século 19 (Foto: Divulgação)

Fonte oficial: GQ

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Sixth Sense.

Comentários