Livro tributo à Ferrari chega às livrarias por US$ 6 mil e US$ 30 mil – GQ

2

A editora Taschen lança este mês “Ferrari”, obra-prima de 514 páginas que conta toda a história da marca do Cavallino Rampante. O livro de arte para colecionador com edição limitada a apenas 1.947 cópias – ano de fundação da powerhouse italiana por Enzo Ferrari – reúne centenas de fotos inéditas, desenhos e esquetes de protótipos tirados dos arquivos confidenciais da montadora de Maranello (a fabricante concedeu à editora acesso total aos seus arquivos, bem como aos de alguns de seus mais ávidos colecionadores) e documentos originais de famosos pilotos da escuderia italiana.

+ Datsun pilotado por Paul Newman em campeonato vai a leilão

+ Aos 95, Stan Lee fala sobre problemas com dinheiro e família: ‘é a vida’

+ High Line em Nova York ganha ópera ao longo de trajeto de uma milha

Editado por Pino Allievi, historiador de longa data da fabricante italiana, o livro é extremamente luxuoso. Costurado à mão e encadernado em couro vermelho, vem em uma caixa de alumínio criada por Marc Newson, inspirada nas tampas de válvulas de um motor V12 Ferrari.

O livro reúne centenas de fotos inéditas, desenhos e esquetes de protótipos tirados dos arquivos confidenciais da montadora de Maranello (Foto: divulgação)

As primeiras 250 cópias numeradas, chamadas de “Art Edition”, custam US$ 30 mil cada e são assinadas a mão por Piero Ferrari, único filho vivo de Enzo Ferrari, John Elkann, atual presidente da marca, e Sergio Marchionne, CEO da montadora que faleceu esse ano. Essas cópias também vêm com uma escultura-pedestal que simula os coletores de escapamento do V12 e serve para acomodar a caixa-motor.

A edição também traz documentos originais de famosos pilotos da escuderia italiana (Foto: divulgação)

O livro também é vendido em uma versão mais simples que custa US$ 6.000, assinada por Piero Ferrari.

Fonte oficial: GQ

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Sixth Sense.

Comentários