Livros em inglês, feminismo e conselhos da mãe: como Duda Nagle quer criar Zoe – GQ

13

Duda Nagle é o novo papai do pedaço, já que Sabrina Sato deu a luz à pequena Zoe, a primeira filha do casal, na última quinta-feira (29). Num bate-papo descontraído às vésperas do nascimento, ele topou falar sobre esse que é seu maior desafio e também lembrou histórias sobre mãe jornalista, o pai engenheiro nuclear e ainda explicou como pretende ensinar sua filha a viver entre os mundos modernos e tradicionais, uma “receita familiar”.

Contagem regressiva

“Sempre quis ser pai. Venho lendo, assistindo e conversando. E é engraçado também porque quando todo mundo sabe que você está grávido, falam com você sobre esse assunto. Ainda mais sobre o fato de ser pai de menina. É ótimo ir trocando experiência, ir se preparando. Mas a verdadeira preparação mesmo vai ser quando ela chegar, aí vou aprender realmente sobre o poder de transformar a teoria na prática.”

+ Os livros, filmes, séries, documentários e quadrinhos que todo pai deve conhecer agora
+ Paternidade está redefinindo a masculinidade, diz estudo

Partidas e chegadas

Duda é filho da jornalista Leda Nagle, mas poucos conhecem a história de seu pai, Rogério Marques, um renomado engenheiro nuclear que faleceu quando Duda tinha 18 anos (agora ele tem 35). Leda e Rogério se separaram quando ele tinha dois anos. 

“Depois de um tempo da separação eles ficaram muito amigos e meu pai frequentava bastante a minha casa. Eu passava períodos com ele, que morava em Angra. Éramos muito próximos e tínhamos uma relação muito boa. Ele fazia questão de conversar muito comigo e manter uma relação franca, então me sentia muito confortável pra falar das minhas questões. Me contava as experiências dele e a gente tinha uma troca muito legal. De ambos os lados eu quero reproduzir com a minha filha essa coisa de ser próximo e amigo, que tive do lado paterno e materno.”

Cara e coroa

Quando Duda estava com seu pai, ele dizia: “Você é igual a sua mãe”. Quando estava com a mãe, ela falava: “Nossa, você é igualzinho ao seu pai”, conta ele rindo. O ator quer ser exatamente essa mistura. Quer ser o pai que conversa, o pai presente, o tipode pessoa que a Zoe pode contar para fazer suas confidências. E também o pai que bota limites: quer achar exatamente essa linha tênue, que é colocar limites e quea filha saiba que pode contar seus dilemas, trocar experiências.

“No meu lado materno eu tinha mais a oportunidade de debater, de conversar e convencer a minha mãe. Meu lado paterno era algo mais tradicional, meu pai era o mais velho de oito filhos, e todos os meus tios também tiveram filhos, então é uma família grande com regras sobre o que todas as crianças podiam fazer e eu via meus primos super adaptados àquelas regras, enquanto no meu lado materno eu podia conversar, argumentar, ver televisão até mais tarde, almoçar no quarto. Experimentei esses dois lados. Posso adaptar isso para a minha filha.”

Sabrina Sato e seus amores (Foto: Reprodução/ Instagram)

Mãe amiga

“Minha mãe me dá muito conselho. Temos uma relação muito próxima e somos muito amigos. Nós conversamos sobre tudo, sempre, desde trabalho a família. E agora que ela vai ser vovó, ainda mais. Ela é vovó de primeira viagem e eu papai de primeira viagem, então temos muito que aprender juntos. Ao mesmo tempo ela já passou pela minha chegada e tem muito a ensinar e dividir. É um momento importante que estamos vivendo juntos.”

Pai de primeira viagem, Duda quer conselhos da mãe (Foto: Divulgação)

Tendo pais intelectuais, a casa de Duda devia ser cheia de livros, não? “Uma coisa que vou fazer com certeza para a minha filha, que já vi que faz muito bem para o desenvolvimento linguístico da criança, é ler para ela. Gosto muito de audiobook. Escuto muitos em inglês e vou colocar pra ela desde cedo para ir se acostumando com todos os fonemas. Minha mãe sempre ganhou muitos livros e ela sempre separou os que tinham mais a ver com os meus interesses, então sempre tive o hábito de ler e folhear muitos livros.”

Feministinha

Sabrina é, nas palavras de Duda, “uma mulher batalhadora, que corre atrás dos seus sonhos e que não tem amarras do passado. Nesse sentido, acho que homens e mulheres são iguais e livres para correrem atrás dos seus sonhos. São complementares para um apoiar o outro e ambos correrem atrás dos seus objetivos juntos e mais fortes. Espero que a nossa filha também aproveite o melhor dos dois lados.”

Epílogo

Agora as impressões do pai herói sobre seus trabalhos mais marcantes: a novela Cúmplices de um Resgate do SBT e Rio Heroes da Fox, que despertou nele um amor especial às produções de ação. Ah, lembrando que Duda também participou das séries Os Amadores e Divã da Globo, Milagre de Jesus da Record, Os Suburbanos do Multishow e Desencontros da Sony.

Cúmplices de um Resgate tinha uma carga dramática bem grande, emocionante, com situações extremas, como pedido de casamento, sequestro etc. E tinham dias com muitas cenas, bastante intenso. Agora estou na segunda temporada de Rio Heroes, série de ação. É um drama de ação, na verdade. Gira em torno de um campeonato de vale tudo e tem todas essas coreografias de luta, que não pode errar porque tem sangue cenográfico, pode machucar etc. Então estou inclinado a dizer que esse é meu gênero preferido. Gosto muito de cena de ação, filme de ação, desde criança. E o Brasil está num momento muito interessante de produções nesse segmento. Torço muito por isso e quero trabalhar por isso.”

Duda Nagle youtuber?

“A ideia do meu canal surgiu bem aos poucos. Eu o usava muito para botar os vídeos em privado, como se fosse uma nuvem, só para garantir que não fosse perder. Sempre gostei de registrar meus bastidores de trabalho como se fosse uma memória, pra eu ver depois de uns anos. Só que comecei a fazer e deixar público. Na época de Cúmplices de um Resgate, que tinha um público mais jovem e bem conectado, isso começou a ganhar visibilidade. Fui me empolgando e comecei a gravar entrevistas com meus colegas de elenco, diretores e roteiristas. Como se fosse aquele extra do dvd, que tinha antigamente.”

Já em O Dono de Casa, seu canal mais profissa no Youtube, o agora apresentador explica: “Gosto muito de aprender dicas de casa nesses vídeos de tutorial do Facebook e do Youtube. Tipo como fazer carne moída, que foi algo que aprendi assim. E gosto muito de fazer as coisas em casa também. Essa ideia do dono de casa surgiu mais ou menos daí. É legal essa tentativa e erro, é divertido!”

Fonte oficial: GQ

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Sixth Sense.

Comentários