Ludmilla está em processo de transição capilar. Cola aqui para saber como fazer e sem complicação – Notas – Glamurama

5

Ludmila na Revista J.P || Créditos: Maurício Nahas

Neste final de semana, Ludmilla compartilhou no Instagram detalhes sobre seu cabelo que muitos seguidores ainda não sabiam. A cantora se submeteu a um “corte de emergência” há dois meses e precisou deixar os fios bem curtinhos. Apesar de tudo, Lud está feliz da vida com os fios naturais, sem químicas e progressiva. “Preciso passar pela transição de novo, aquele processo todo lento. Mas tá ficando lindo, finalmente”, contou ela em seu story. Glamurama conversou com alguns especialistas que entregaram os detalhes da transição capilar e do front lace, técnica usada pela carioca para aderir aos cabelos pink, por exemplo. Continue lendo e saiba como aderir, glamurette.

Transição

A desprogressivação é um dos assuntos mais comentados nos salões de beleza. O xampu utilizado no tratamento é à base de enxofre, que dá brilho ao cabelo. O produto hidrata o que a escova progressiva desgasta. O objetivo do processo é selar os fios, repondo os nutrientes perdidos. A novidade é indicada principalmente para quem deseja desintoxicar o cabelo de processos químicos, como da escova progressiva, removendo resíduos de substâncias como o formol, que prejudica a fibra capilar e causa ressecamento. Além de ser indicada para quem deseja eliminar outros efeitos, como a perda de definição dos cachos por causa da ação de produtos de uso diário.

Corte black power

No auge da transição capilar, falar sobre os cuidados com o black power é essencial. Um clássico para fios crespos, o corte valoriza o volume e liberta dos alisamentos e secadores. “É preciso cuidar com leave-in e xampus específicos aliados com muita hidratação com cremes à base de jojoba, manteiga de karité e murumuru. O ideal é que a lavagem seja de dois em dois dias. Um truque para não danificar é desembaraçar os fios fora do banho”, conta o hairstylist Rudi Werner, do Werner Coiffeur, que atenta para secar bem os fios antes de dormir. Outra dica é investir nos cortes redondos com volume no topo da cabeça. O pente garfo é o melhor amigo da mulher black power, pois consegue retomar o volume rapidamente. Para estilizar abuse de acessórios como tiaras e turbantes.

Peruca

Apaixonada por perucas e apliques, a cantora raramente mostra as madeixas reais. Principalmente depois do “corte de emergência” feito há dois meses. Rodrigo Polack, stylist da gata, já entregou ao Glamurama que Lud virou adepta do ‘full lace’, tipo de peruca que ganhou popularidade por ser usada por Beyoncé e pelas Kardashian. “Foi em Miami que ela conheceu essa técnica e abusamos desse acessório. Hoje em dia trocar de cabelo é como trocar de roupa”, contou ele. A hair stylist Lucy Cossenzo, da equipe Romeu Felipe, entregou os detalhes da técnica. “É uma peruca normal, mas com medidas perfeitas da cabeça de cada cliente. Com uma tela bem fina, é possível enxergar o couro cabeludo e deixar o resultado ainda mais natural. Se o cabelo for curto é ideal que seja trançado – para que o cabelo não ande por baixo da peruca e ela segure firme – e daí a própria pessoa consegue trocar de acessório em casa. Por ser fabricado fora no Brasil custam de 10 mil a 20 mil reais dependendo da cor e tamanho”, finaliza. 

Fonte oficial: Glamurama

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Sixth Sense.

Comentários