MadeinTYO é o cara certo para falar sobre estilo, música e influências – GQ

7

Após o lançamento de seu último álbum, intitulado Sincerely, Tokyo, o primeiro contando com a participação de outros artistas, o rapper MadeinTYO veio ao Brasil para uma apresentação exclusiva no Maze Fest.

O show estava marcado para as 22h do dia 25 de novembro, após a apresentação do Nada Surf, encerrando o festival com um contraste entre o rock alternativo dos anos 90 e o trap. MadeinTYO subiu no palco de forma tímida, mas após poucas músicas o rapper já estava em meio a seus fãs cantando Skateboard P e tirando centenas de selfies com os celulares que apareciam a sua frente.

Após o show, nos encontramos nos bastidores, onde ele conversou com a GQ sobre o Brasil, a energia das pessoas daqui, sua nova parceria com a adidas, além da relação entre o hip-hop e as marcas de luxo.

+ Por dentro do festival mais hype do mundo
+ Supreme passa Gucci e Versace e vira ‘logotipo mais poderoso da moda’

GQ Brasil – Você acabou de lançar o seu novo álbum com participações de Gunna e Asap Ferg. Como foi trazer pela primeira vez outros artistas em seus projetos?

MadeinTYO – É difícil se você estiver procurando, mas eu não fico procurando. Todo o disco que eu fiz foi bastante orgânico… Eu criei uma música e de cara pensei que era o estilo do Gunna e fizemos acontecer. Com ASAP Ferg, por exemplo, nós estávamos os dois em turnê, durante o aniversário dele, e nossos ônibus sempre estavam próximos. Foi simples, gravamos após o show e ele também soprou as velas de aniversário na mesma noite. Então, quando você trabalha com seus amigos, isso torna tudo muito mais fácil, quando você realmente os conhece. Você já ama o trabalho deles, então trabalhar e mixar, tudo junto, é muito mais fácil quando vocês são amigos.

GQ Brasil – Desde o início, o hip-hop é conhecido por ter um estilo único não só na música, mas também na roupa. O que e quem são suas maiores inspirações na hora de se vestir?

MadeinTYO – Hmmmm… Eu gosto muito do Pharrell Williams, acho o estilo dele irado. Também curto muito a Lady Gaga, ela é irreverente, muito criativa, ela é demais. E… Elton John! Eu absolutamente adoro o Elton John, gosto do que ele faz nas capas dos seus álbuns, do que ele veste, de todos os seus óculos. Eu adoro fazer um mix de tudo. Além disso, curto o estilo militar, meu pai é militar, por isso, sempre o vi usando essas roupas. Hoje em dia, adoro as estampas e as cores das roupas que seguem essa inspiração, é algo que faz com que eu me sinta próximo da história da minha família, honrando meu pai.

MadeinTYO-adidas (Foto: Reprodução / Instagram @madeintyo)

GQ Brasil – Na faixa Margiela Problems você cita grifes e marcas de luxo que, atualmente, fazem parte de diversas letras de rap. Como você enxerga essa relação de uma subcultura que surgiu nas ruas com marcas que surgiram em um background totalmente diferente?

MadeinTYO – Eu sempre olho a vitrine dessas marcas, em Tóquio mesmo, sempre olhava para o design, para o que elas acabam fazendo. Quando você está no meio do rap, você vai acabar sendo impactado por elas, seja comprando ou ouvindo em músicas. Eu não conhecia a Chopard até ouvir uma música do Fat Joe com o J. Holiday onde eles citavam a marca. Eventualmente, você começará a conhecer essas labels, talvez até consumirá alguns produtos. Eu gosto de mesclar, usar marcas de luxo mas também peças simples. No fim, no dia-a-dia, eu gosto muito de manter tudo mais simples… Camiseta, Stan Smith e outras peças como essas.

GQ Brasil – Os brasileiros costumam se inspirar muito em culturas estrangeiras. Você tem alguma influência, se tratando de música e estilo, aqui no Brasil?

MadeinTYO – É minha primeira vez no Brasil! Eu adorei o estilo das garotas. Conheci muita gente, encontrei artistas brasileiros que eu acompanho no Instagram, foi muito legal poder conversar com todo mundo. São Paulo é uma cidade muito viva, com várias coisas acontecendo e isso é ótimo. Meu cérebro funciona como uma esponja, eu absorvo absolutamente tudo que acontece ao meu redor. Ou seja, estou vendo muita coisa durante essa viagem. É a primeira vez que venho para a América Latina e tem sido incrível, com certeza o Brasil já se tornou uma fonte de inspiração para as minhas próximas criações.

GQ Brasil – A adidas é um ícone no hip-hop, endossada pelo Run DMC na década de 80 e pelos rappers mais influentes dos dias de hoje. Como você se sente fazendo parte dessa história?

MadeinTYO – É incrível. Eu sempre via meu pai usando roupas do Run DMC e, antes mesmo de eu estar no segundo grau, já usava shell toes (Superstar), calças e jaquetas com as três listras. Eu ainda não tenho um tênis com meu nome nele (risos), mas com certeza é uma honra poder fazer parte da história de uma marca que trabalha com nomes como Pharrell e Kanye West, é irado! Poder estar aqui, fazer um show e absorver tanta cultura é algo único, que com certeza me dá gás, energia para continuar seguindo em frente, trabalhando para sempre dar o meu melhor.

Fonte oficial: GQ

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Sixth Sense.

Comentários