Milionário malaio que enganou meia Hollywood perde mais um bem, avaliado em mais de R$ 500 mi – Notas – Glamurama

13

Jho Low e a entrada do Park Lane, em NY || Créditos: Getty Images

Jho Low, o encrencado malaio cujo paradeiro ninguém sabe, perdeu nessa semana mais um dos bens que supostamente adquiriu com dinheiro sujo: a fatia de US$ 140 milhões (R$ 519,5 milhões) no hotel Park Lane, de Nova York, que ele comprou anos atrás. Confiscada pela autoridades americanas, a participação de Low no luxuoso estabelecimento acaba de ser vendida para um investidor anônimo de Abu Dhabi.

Com a prisão decretada em 2017, Low está foragido e teria sido visto pela última vez na China. Pra quem não lembra, o empresário é aquele que enganou meia Hollywood patrocinando produções como “O Lobo de Wall Street”, o oscarizado filme estrelado por Leonardo DiCaprio, com que já socializou (Paris Hilton e Miranda Kerr também estão na lista de ex-bffs famosos dele).

Com apenas 37 anos, Low é acusado de ter aplicado um dos maiores golpes financeiros da história, que teria sido o desvio de US$ 4,5 bilhões (R$ 16,7 bilhões) do fundo soberano 1MDB, da Malásia, para suas contas pessoais. Parte da grana acabou sendo lavada com a compra de imóveis de luxo, um mega-iate de US$ 250 milhões (R$ 927,7 milhões) e até obras assinadas por Pablo Picasso, tudo já devidamente confiscado. (Por Anderson Antunes)

Fonte oficial: Glamurama

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Sixth Sense.

Comentários