Modelo australiana que fazia sucesso no Instagram é encontrada morta em iate de bilionário – Notas – Glamurama

8

Sinead McNamara e Alberto Baillères || Créditos: Reprodução

Mistério no grand monde! Ninguém sabe ainda qual foi a causa da morte da modelo australiana Sinead McNamara, de 20 anos, a bordo do mega-iate “Mayan Queen IV” que estava ancorada na ilha de Kefalonia, na Grécia. A embarcação de US$ 140 milhões (R$ 570,1 milhões) pertence ao bilionário Alberto Baillères, um dos homens mais ricos do México com fortuna de Us$ 9,6 bilhões (R$ 39,1 bilhões), construída por meio de investindo em minerais nobres e em varejo.

O mega-iate “Mayan Queen IV”, de 92 metros || Créditos: Reprodução

Sinead, que fazia sucesso no Instagram postando cliques de suas viagens mundo afora, estava a trabalho no barco e foi encontrada sem vida em sua popa nas primeiras horas da última sexta-feira. Uma corda que estava ao lado do corpo dela indica a possibilidade de suicídio, porém as autoridades que já investigam o caso, tratado pela mídia grega como possível crime, não comentam sobre isso.

Baillères, de 87 anos, não estava no “Mayan Queen IV” quando o incidente aconteceu. Irmão da modelo, Jake McNamara declarou ao jornal “The Australian” que ele e sua família receberam a notícia “com choque”, sobretudo porque Sinead tinha marcado de se encontrar com a mãe e outra irmã deles em Atenas no domingo, depois de passagens festivas por Bermuda, Bali e pelas Ilhas Whitsunday, na terra natal da família. (Por Anderson Antunes)

*

Abaixo, o último post de Sinead no Insta, feito há seis dias:

Fonte oficial: Glamurama

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Sixth Sense.

Comentários